Ad image

Festival de Curitiba: Quarto dia

XV CURITIBA
13 Min Read

Começou o Festival de Curitiba! Acompanhe pelo XV Curitiba todas as noticias do festival.   

O que tem para amanhã (1º de abril – sábado) na Mostra
Além dos espetáculos que entram hoje em cartaz na Mostra do Festival de Curitiba (Blank, com Du Moscovis), também iniciam suas temporadas amanhã:
A Casa dos Budas Ditosos – C
omédia adaptada por Domingos de Oliveira do romance homônimo de João Ubaldo Ribeiro, a atriz Fernanda Torres interpreta uma libertina baiana sexagenária que detalha as incontáveis experiências sexuais que teve ao longo da vida. Depois de elogiadas temporadas pelas principais capitais brasileiras, incluindo uma passagem por Portugal, o espetáculo volta à capital paranaense integrando a Mostra do 26º Festival de Curitiba.

 

Amadores – Como trazer para o reino da representação indivíduos e corpos que muitas vezes são excluídos dessa possibilidade? Como usar o acontecimento teatral e seus recursos – suas convenções, códigos, locais, gêneros e profissionais – a fim de readequar sua moldura, ou seja, aumentar o perímetro do que pode ou não ser colocado num palco? E ainda: como repensar o palco como um meio democrático, ao alcance de todos aqueles atraídos pela efemeridade da cena? Essas são questões abordadas em "Amadores", espetáculo da Mostra do 26º Festival de Curitiba, resultado da atual pesquisa da Cia. Hiato. Atores profissionais e artistas amadores de diversas áreas (selecionados através de anúncios em jornal ou oficinas públicas) se encontram em cena. O que começou como uma entrevista, em que cada um deles exibiu suas especialidades e seus "objetos de arte" chega ao palco como um compartilhamento de experiências pessoais que questionam nossa relação com a arte e como nosso desejo por ela pode revelar nossa história, nossos desejos e nossas falhas – a desesperança, o anseio pelo outro, a falta de pertencimento.

Nossa Senhora [da Luz] – A partir das trajetórias de cinco senhoras, "Nossa Senhora [Da Luz]" mostra a fragilidade do modelo tradicional de família, pautado em padrões e moralismo. Caminhando em um único lado da rua, as personagens vão revelando decepções e frustrações. A peça é uma crítica às instituições resistentes à liberdade sexual e mira no preconceito da igreja e defensores da família tradicional contra travestis e transexuais.


Os Vilões de Shakespeare –"Estava encenando 'Rain Man' quando o Zé Wilker me apresentou o "Shakespeare's Villains", conta Marcelo Serrado, protagonista do espetáculo solo "Os Vilões de Shakespeare", dirigido por Sergio Módena, que será apresentado no Festival de Teatro de Curitiba, nos dias 01 e 03 de abril, no Sesc da Esquina. Geraldo Carneiro, o novo imortal da Academia Brasileira de Letras, é o responsável pela montagem brasileira do texto de Steven Berkoff. "É um privilégio trabalhar com textos tão maravilhosos, extraídos de personagens marcantes da obra do Shakespeare. Vilões como Ricardo III, Coriolano, Iago, Hamlet e outros que não gosto de pronunciar porque acho que não dá sorte", brinca o poeta e dramaturgo.  Em "Os Vilões de Shakespeare", o escritor inglês, também reconhecido mundialmente por seus trabalhos como ator e diretor, investiga o que torna os vilões tão atraentes para estudantes das artes cênicas e público, examinando e apresentando alguns dos personagens do bardo inglês. "Uma reflexão sobre os dias atuais a partir da vilania, disputa pelo poder e ambição", pontua Módena.

BLANK (com Caio Blat) – Na verdade, Blank tem 6 apresentações no Festival de Curitiba. E cada uma delas é única. O ator recebe o texto no palco e, junto com a plateia, cria o espetáculo. A noite de amanhã terá esse desafio sob responsabilidade do ator Caio Blat. As demais noites que restam ainda contam com Deborah Bloch, Camila Pitanga, Julia Lemmertz e Gregório Duvivier.

DESTAQUE DA MOSTRA
Começa amanhã a II Curitiba Mostra

Em 2017, a Curitiba Mostra chega a sua segunda edição no Festival de Curitiba e reúne trabalhos autorais através de criações compartilhadas em cinco espetáculos inéditos. A partir da obra dos escritores curitibanos Jamil Snege e Luci Collin, da obra de Eduardo Galeano, bem como uma evocação à travesti Gilda, a proposta da mostra é articular pensadores e artistas em distintas parcerias e formatos de criação, com forte caráter político e histórico. Segundo os idealizadores do projeto, a atriz e diretora Nena Inoue, e o diretor Gabriel Machado: "Essa edição é  um contragolpe aos retrocessos correntes. Re-existiremos com arte e festa a esta caretice, a estes tempos sombrios", dizem os idealizadores. Nena Inoue, além de idealizadora, participa da mostra com o espetáculo "Para não morrer", seu primeiro solo em quase 40 anos de carreira. As artistas Helena de Jorge Portela e Giorgia Conceição  apresentam \todas/, espetáculo inspirado na obra da curitibana Luci Collin. O ator e diretor Ricardo Nolasco realiza também seu primeiro solo "Momo: Para Gilda com ardor", que é uma evocação a travesti Gilda, figura pública das ruas e do carnaval curitibano na década de 70. O ator e diretor Rafael Camargo dá continuidade a sua pesquisa sobre imobilidade e fracasso no espetáculo "Eu se errei", a partir da obra de Jamil Snege. Para o encerramento, o Curitiba Mostra convida Ronie Rodrigues e Gladis Tridapalli que apresentam "Pão com Linguiça", a mais recente criação da Entretantas Conexões em Dança, e que busca se aproximar do público em um espetáculo festivo, que traz a carnavalização como forma de luta e resistência.

De olho no festival
O ator pernambucano José Neto Barbosa, que está no Fringe com o espetáculo A Mulher Monstro, também é assessor de teatro e ópera do seu estado e, durante o Festival de Curitiba estará fazendo curadoria para o Festival de Inverno de Garanhuns. Ele deve escolher espetáculos para levar para o evento em sua próxima edição. Barbosa também promete fazer uma seleção de espetáculos pernambucanos para, em breve, trazê-los para Curitiba.

Dois encontros do Interlocuções amanhã no Paço da Liberdade
Amanhã, sábado, estão programados dois encontros do Interlocuções no Paço da Liberdade. O primeiro deles, às 14h, conta com a presença de Jorge Andrade (que veio à Mostra com o espetáculo Moçambique), Leonardo Moreira (diretor representante da peça Amadores, também da Mostra). Às 16h acontece o encontro sobre Curadoria e Crítica, Teatro e Dança, que traz à mesa Paula Giuria (Montevidéu), João Carlos Couto (São Paulo), Felipe de Assis (Salvador), com mediação de Daniele Avila Small (Rio de Janeiro). O Interlocuções é uma série de encontros, oficinas, debates e exibição de filmes e é o desdobramento teórico e prático da Mostra do Festival de Curitiba, trazendo do palco para a vida as questões levantadas pelos artistas.

Mostra especial do Fringe: FITU
O Fringe é a mostra sem curadoria do Festival de Curitiba. Vem quem quer, seguindo-se alguns critérios bastante simples. Ainda assim, diversos artistas se organizam espontaneamente em mostras especiais. Este ano foram 11. Hoje estreia a Mostra Intercâmbio Fitu-Fringe 2017: Resistência Artística. São cenas curtas, performances e espetáculos produzidos por estudantes da Escola de Teatro da Unirio. A iniciativa é da comissão de intercâmbio do Festival de Teatro Integrado da Unirio, o Fitu e traz diferentes propostas concebidas sob o atual ambiente de cortes e sucateamento do ensino público.

Mostra especial do Fringe: Mostra Pé no Palco: Teatro Cena e Saber
A mostra é o momento de compartilhar e difundir a experiência criativa do Espaço Cultural Pé no Palco, envolvendo as encenações e os caminhos oferecidos na prática teatral. Entre eles, o espetáculo Agreste, o premiado texto de Newton Moreno, encabeçando a programação que se destaca com distintos focos de pesquisa teatral. Também estão incluídos mostra de processos e palestras, destacando o encontro da escola com a comunidade em que está presente.

Mostra especial do Fringe: Teatro de segunda (tudo acontece em um apartamento)
A mostra Teatro de Segunda também começa hoje. Ela é resultado de um encontro semanal de pesquisa artística que, no Fringe, reúne trabalhos de vários estados que partilham a visão de que a arte pode ser um encontro franco entre público e artista. Serão 5 eventos diários com teatro, música, debates e performances, apresentadas em um apartamento (13 de maio, 1001, ap 01).

5 espetáculos esgotados e 8 por esgotar
Os ingressos para Os Vilões de Shakespeare, com Marcelo Serrado, nos dias 1º e 2 de abril e de O Pão e a Pedra acabaram. A apresentação de 9 de abril de Blank, com Gregório Duvivier, também. As das primeiras sessões dos dias 31 de março e 1º de abril do Risorama também (já foram abertas sessões extras). Neste momento, oito outros espetáculos estão quase lotados: a apresentação de Blank, com Du Moscovis, Camila Pitanga e Deborah Bloch, as apresentações de Macumba: Uma Gira Sobre Poder (3, 4 e 5 de abril), as apresentações de A Casa dos Budas Ditosos, Para Que o Céu Não Caia.

Espetáculos cancelados do Fringe
Espetáculos cancelados do Fringe: Amorexia, Ao Vento Ar Puro, As Aves, Dinner Show, Raiz do Sonho, Podre Poder, Simpósio sobre o interminável ciclo dos dias, Teatro de bonecas, Será que a gente influencia o Caetano, Andarte Andarilho, Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Bom, Caos, Pedido de Casamento, Alerta de Spoiler, O Lobo, Sobre a Cidade Dias, Teatro e Seus Ofícios – Palco Escola.

Espetáculos com sessão extra no fringe
Fadinha, a magia está na varinha (SEEC – Auditório Brasílio Itiberê – 02/04- 10:30), Jonet (Teatro Cleon Jacques, 29/03 19:00 e 04/04 19:00), Penélope Pelo Avesso (Centro Cultural Boqueirão, 31/03 20:00), A princesa cansada e o animal bocejante (Centro Cultural Boqueirão, 31/03 – 14:00), O homem que queria ser Rita Cadillac (TEUNI, 09/04 – 20:00), Versão Proibida – Segundo experimento (TUC, 06/04 14:00), Fabiano Cambota em "Sobre meu pai e outras histórias…" (Bar Curitiba Comedy Club, 31/03 19:30), A Melhor Escolha (Mostra de  Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), A menina e o mundo (Mostra de  Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba (02/04 – 11:30 E 14:30), Antonina, Little Star (Mostra de  Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), A Bruxa (Mostra de  Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), Eles cultuam árvores mortas (Mostra de  Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), Na Varanda (Mostra de  Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30), Saudady (Mostra de  Teatro Lambe-Lambe, Memorial de Curitiba, 02/04 – 11:30 E 14:30.

Share this Article
Posted by XV CURITIBA
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *