O prefeito rafael Greca inaugurou nesta quarta-feira (22/03) o Worktiba, primeiro coworking público do Brasil. O espaço fica ao lado do Salão de Atos do Parque Barigui e atenderá 45 empresas com cunho social da cidade.

A iniciativa foi feita a custo zero, reaproveitando móveis e estrutura já existente na administração pública. São 35 estações de trabalho e dez estações completas com computadores e uma impressora.

“A luz que brilha em Curitiba precisa iluminar o País. Esse é o primeiro lugar do Vale do Pinhão e o começo do Vale do Pinhão se dá no outono, pois combina com a queda dos pinhões sobre a terra. Que floresçam esses pinhões cibernéticos com oportunidade de emprego e renda para os curitibanos", disse Greca. "Se eu fosse um jovem empreendedor eu iria adorar ter um escritório no Parque Barigui, o lugar mais lindo do mundo. Venham abrir seus escritórios no Parque Barigui, no Worktiba”, completou.   

O coworking faz parte da estratégia da cidade de ofertar uma administração menos burocrática e com maior resultado. O projeto compõe o Plano de Governo, ligado diretamente ao programa Viva Curitiba Tecnológica, e foi uma das bandeiras de Greca na campanha eleitoral.

“Podemos considerar que esse é o único coworking brasileiro neste formato: municipal, custeado pela cidade e que não exige, necessariamente, que os participantes executem serviços para a Prefeitura. A essência do Worktiba é empreendedora, valorizando as boas ideias”, afirmou o presidente do Instituto Municipal de Administração Pública (Imap), Alexandre Jarschal de Oliveira. O instituto será o órgão responsável por administrar a estrutura dentro do Complexo Barigui.

A seleção de empresas interessadas em utilizar o Worktiba será feita por edital, que vai orientar sobre as vagas ofertadas, bem como os critérios que serão usados no momento de disponibilizar o espaço.

As empresas selecionadas não terão custo algum para utilização da estrutura. Esse é um retorno dos impostos que o cidadão já paga para a cidade e que está sendo revertido em um bem público e no incentivo para que novos empreendedores surjam com o projeto.

Infraestrutura 

A Prefeitura aproveitou uma sala de 225 m² que faz parte do complexo do parque e estava sendo subutilizada e a transformou em um local que vai gerar negócios para a cidade. Por meio de grandes janelas em vidro, as mesas e estações compartilhadas dão uma visão para o verde e para a rotina do Barigui.

Os empreendedores terão acesso a 35 estações que permitem se logar à internet e dez computadores estarão a disposição das empresas selecionadas. Além disso, impressora de ponta, mesa para reunião, telefone fixo e um atendente estão permanentemente disponíveis na estrutura.

Outras facilidades são acesso a estacionamento gratuito (compartilhado com os visitantes do parque), armários para guardar objetos pessoais, minibiblioteca, espaço para leitura e máquinas de café.

Acesse worktiba.curitiba.pr.gov.br e veja detalhes.

Comments

comments