Técnico Cuca explica saída do Athletico-PR após empate com Corinthians e rebate críticas

XV CURITIBA
3 Min de leitura
Foto: Divulgação

O técnico Cuca, alvo de duras críticas após seu inesperado pedido de demissão do Athletico-PR, se manifestou nesta terça-feira (25) para esclarecer os motivos que o levaram a deixar o cargo. A decisão ocorreu depois do empate de 1 a 1 com o Corinthians, na Ligga Arena, pelo Campeonato Brasileiro, e gerou forte reação do presidente do clube, Mario Celso Petraglia.

Em sua nota oficial, Cuca destacou a importância de proteger os jogadores em momentos difíceis. Ele afirmou que sua saída teve como objetivo principal aliviar a pressão sobre o grupo, que vinha enfrentando uma sequência de resultados negativos. “Com anos de experiência no futebol, sei que uma das principais responsabilidades de um treinador é proteger seus jogadores. Quando as coisas esquentam, é meu dever trazer calma. Ontem (domingo), essa necessidade ficou clara”, declarou.

A mensagem do técnico começou com a frase: “Vestiário é sagrado”. Ele descreveu a situação emocional dos jogadores após o terceiro empate consecutivo no campeonato. “Os jogadores estavam profundamente abalados e precisavam de apoio, não de mais cobranças e julgamentos”, explicou Cuca.

O treinador relatou que, ao se reunir com a equipe no vestiário após a partida, percebeu que era crucial assumir uma posição firme. “Durante a roda de oração pós-jogo, com todos desolados, não era hora de procurar culpados. Tentaram fazer isso! Me senti obrigado a assumir toda a responsabilidade e colocar meu cargo à disposição”, relatou.

Cuca também expressou sua gratidão pelo tempo no Athletico-PR, lamentando não poder concluir o projeto no ano do centenário do clube. “Aceitei o convite para um projeto ambicioso no ano do centenário do clube e lamento não ter completado essa jornada”, disse.

A decisão de Cuca provocou uma forte reação de Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Administrativo do clube. Petraglia utilizou as redes sociais para expressar sua decepção, chamando a demissão do técnico de uma traição e considerando o episódio como a maior decepção de sua trajetória no futebol.

Cuca finalizou seu pronunciamento agradecendo pela oportunidade de ter comandado o Athletico-PR e elogiou o tratamento recebido dos funcionários do clube. “Como dizem os sábios: o tempo é o senhor da razão”, concluiu.

Compartilhe o artigo
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.