Conecte-se conosco

Curitibanices

Servidor público de Curitiba é convocado para Copa no Catar

Publicado

em

Foto: Bruno Boschilia

O servidor municipal Bruno Boschilia, que trabalha como orientador na Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude, foi convocado para ser um dos 69 árbitros assistentes (bandeirinhas) na Copa do Mundo de Futebol, que começa no dia 21 de novembro, no Catar.

Bruno é servidor municipal desde 2007. Ele atua também como árbitro assistente e é integrante dos quadros da Federação Internacional de Futebol (Fifa), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e Federação Paranaense de Futebol (FPF).

Graduado em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), é especialista em Gestão Pública pela Faculdade Bagozzi, mestre em Educação Física pela UFPR (2008) e doutorando em Educação Física também pela UFPR.

“É uma felicidade muito grande, poder participar do maior evento de futebol do mundo é o topo da carreira de um árbitro. A responsabilidade é muito grande de representar Curitiba e a arbitragem brasileira, por isso fazer uma intensa preparação é fundamental para o sucesso”, disse Bruno.

O Brasil será representado na Copa por dois árbitros principais e cinco assistentes, Bruno é um deles.

Essa será a primeira participação em uma Copa do Mundo, mas o curitibano é destaque em sua função há um bom tempo. É escalado com frequência para jogos importantes da Libertadores da América, Campeonato Brasileiro, campeonatos estaduais, copas nacionais e internacionais.

“Não poderia deixar de agradecer também aos meus colegas e dirigentes da Smelj que sempre me deram muito apoio nessa caminhada”, completou Bruno.

O secretário Municipal de Esporte Lazer e Juventude, Carlos Eduardo Pijak Junior, também fez questão de parabenizar Bruno por mais esta conquista em sua carreia.

“Além de ser um servidor exemplar, Bruno tem demostrado muita competência na arbitragem mundo afora. Essa convocação vem selar uma brilhante carreira nos campos e também em nossa secretaria. Parabéns Bruno, essa convocação é muito justa e merecida”, disse o secretário.

Publicidade