Conecte-se conosco

Curitibanices

Sérgio Moro torna-se cidadão honorário da cidade de Curitiba

Publicado

em

Foto: CMC

O ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, recebeu da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) o título de Cidadão Honorário. Aprovada pelo Legislativo ainda em 2016, por iniciativa do ex-vereador Chico do Uberaba. a homenagem foi entregue nesta quinta-feira (30) em um ato no Palácio Rio Branco, que reuniu parte dos vereadores e da imprensa local. A solenidade foi uma iniciativa do ex-presidente da CMC Sabino Picolo (União).

A Cidadania Honorária é o maior título que uma pessoa que não é nascida na capital do Paraná pode receber do Legislativo. A honraria é regulamentada pela lei complementar municipal 109/2018 e é destinada a personalidades com reputação ilibada e de conduta pessoal e profissional irrepreensíveis que tenham contribuído para o desenvolvimento da cidade.

Natural de Maringá, Sérgio Moro nasceu em 1972 e cursou Direito na UEM, sendo aprovado no concurso da magistratura para a Justiça Federal no ano de 1998. Como juiz de primeira instância, tornou-se conhecido nacionalmente pela atuação no âmbito da Operação Lava-Jato. Ele deixou a magistratura federal em 2018, para se tornar ministro da Justiça na gestão Jair Bolsonaro, tendo permanecido no cargo até 2020, quando se desligou do governo para atuar como consultor e advogado. 

Filho de professores, Moro é doutor em Direito pela UFPR e já lecionou na instituição. É casado com a advogada Rosangela Wolff de Quadros Moro, procuradora jurídica da Federação Nacional das Apaes (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). Ele ingressou no mundo da política partidária em 2021, no Podemos, e, mais recentemente, em março deste ano, mudou a sua filiação para o partido União Brasil. 

Ao agradecer a homenagem do Legislativo, o ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública ressaltou que sua história com Curitiba não começou durante a Operação Lava-Jato, e sim em 2002, quando ele veio morar aqui. “[Em Curitiba] segui minha carreira, o maior trabalho da minha vida foi a Lava-Jato e foi feito aqui em Curitiba e não seria possível se não fosse aqui no Paraná, aqui em Curitiba. Então fico muito honrado de finalmente vir aqui pessoalmente acolher esta honraria.”

Moro lembrou que atuou em outros casos importantes, como o do Banestado, mas ponderou que a Lava-Jato foi “o momento da história do país em que a gente rompeu com a corrupção ou pelo menos com a impunidade crônica da grande corrupção”. “É um diferencial e gerou mudanças positivas no cenário nacional. Hoje temos algumas revezes, infelizmente, no combate à corrupção. O que nos motiva a ingressar na política para tentar buscar reformas por dentro”, complementou o homenageado. 

Autor do projeto de lei que deu origem ao título (006.00006.2015), Chico do Uberaba fez a entrega da honraria e destacou a trajetória de Moro. Em 2014, ele recebeu, da revista IstoÉ, o título de “Brasileiro do Ano”. O ex-juiz federal também já apareceu em listas de “pessoas mais influentes do mundo” da Fortune, da Time, do Financial Times e da Bloomberg. 

“Tudo tem a sua hora. A agenda dele [em 2016] era muito complicada e naquela época ele não poderia se envolver politicamente, em função da Lava-Jato. É uma honra, é um homem que fez um feito pelo Paraná e pelo Brasil e merecidamente está hoje recebendo este título que a cidade está entregando a ele”, disse Chico do Uberaba. “Curitiba resgata um pouco da história do que este homem merece. Esse trabalho que você fez vai ficar na história do Brasil. Parabéns e torcemos por uma caminha bonita na política”, finalizou Sabino Picolo.

Também prestigiaram o ato os vereadores Alexandre Leprevost, vice-presidente da CMC; Indiara Barbosa (Novo), Toninho da Farmácia (União Brasil), Mauro Ignácio (União Brasil), Oscalino do Povo (PP) e Mauro Bobato (Pode).

Receba as notícias do Portal XV Curitiba em seu Whatsapp, clicando aqui.