Conecte-se conosco

Notícias

Curitiba tem queda de morte entre idosos por covid-19, e aumento nas outras idades

Publicado

em

Curitiba já começa a ver os resultados da imunização dos idoso na cidade, com grande parte já vacinada os números, o número de mortes entre as pessoas entre 70 e 79 anos teve uma expressiva queda no mês de maio.

Dos 583 moradores da Capital que foram vítimas da Covid-19 no mês de maio, apenas 26,59% eram pessoas com 70 anos ou mais de idade. Um número que representa uma redução em relação a 2020, quando 2.356 pessoas foram contaminadas pelo vírus, das quais 54,29% tinham 70 anos ou mais.

Por outro lado, a proporção de óbitos entre jovens vem aumentando consideravelmente. Comparando os dados sobre óbitos pelo coronavírus em 2020 e 2021, praticamente todas as outras faixas etárias registraram aumento tanto no total de mortes como na proporção de óbitos.

“Temos duas questões relacionadas a isso, da população mais jovem estar adoecendo mais, internando mais e morrendo mais em 2021. Por um lado, é porque essas pessoas não puderam ser vacinadas, não recebemos contingente de vacinas suficiente para isso”, afirma a médica infectologista e integrante do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba Marion Burger.

“Em segundo lugar, temos a entrada de novas variantes e essa população, principalmente a de 20 a 59 anos, são pessoas que não estão em casa, mas trabalhando. Se temos uma variante com maior transmissão, que se propaga mais, vai contaminar mais pessoas e, mesmo que menos de 10% dos adultos abaixo de 49 anos apresentem complicações, quanto maior o número de infectados, maior o número de pessoas jovens que vão precisar de atendimento”, finaliza.

 

Publicidade