Conecte-se conosco

Notícias

Sanepar da “um empurrãozinho na nuvem para que chova” com ajuda de avião em Curitiba

Publicado

em

Um sistema que bombardeia as nuvens e provoca chuvas localizadas está sendo testado pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). A estratégia é ajudar no aumento dos reservatórios de água da Grande Curitiba. Em um mês foram induzidas dez chuvas nas proximidades dos reservatórios que abastecem Curitiba e região metropolitana

O processo é chamado de semeadura de nuvens. Um contrato de valor de R$ 2,84 milhões da Modclima, que detém a tecnologia com a aeronave adaptada, e a Sanepar foi fechado pelo período de sete meses.

O processo da formação de chuvas acontece com o avião injetando gotículas minúsculas de água para que junto com água que já há na nuvem se formem gotas maiores, que caem com o próprio peso em forma de chuva. “Esse processo é como um empurrãozinho na nuvem para que chova”, ilustra o o gerente de Pesquisa e Inovação da Sanepar, Gustavo Possetti.

Publicidade