Conecte-se conosco

Notícias

Não haverá falta de oxigênio se Curitiba manter número de casos controlado, afirma especialista

Publicado

em

Com o colapso nos hospitais de Manaus e a falta de oxigênio para o tratamento da Covid-19, muitos se perguntam se esse problema também pode ocorrer em suas regiões. Segundo o presidente da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (Femipa), Flaviano Ventorim, no momento não há indícios de que este problema possa ocorrer na capital paranaense.

“O que a gente tem que ter o cuidado é com os surtos e o aumento abrupto de casos. Até o momento a gente não tem relato de hospitais com dificuldade de abastecimento de oxigênio”, explicou Ventorim em entrevista ao jornal da RPC Bom Dia Paraná desta sexta-feira (15).

O especialista explicou que a demanda pelo insumo é muito grande, já que um paciente com Covid-19 não precisa especificamente estar na UTI para fazer uso da oxigenação. “Não há necessidade especificamente que o paciente esteja em UTI. Os hospitais aprenderam a lidar melhor com a doença e entra com o oxigênio antes do paciente precisar de intubação. O oxigênio é usado basicamente em todas as etapas do tratamento da covid-19. Esse consumo que aconteceu em Manaus faz parte do tratamento, dos leitos de internação comuns, não só UTIs”, afirmou Flaviano Ventorim.

Publicidade