Musical “Wicked” segue em cartaz em São Paulo até 23 de julho

Sucesso da Broadway escrito no século 21 é a história não contada das bruxas de Oz, em referência ao clássico filme de 1939

Felipe Almeida
8 Min Read

Capa – Elphaba (Myra Ruiz) e Glinda (Fabi Bang) Crédito: João Caldas Fº

O maior sucesso da Broadway escrito no século XXI, “Wicked“, segue em cartaz no Teatro Santander, no Complexo JK Iguatemi (Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041), até o dia 23 de julho. As sessões ocorrem às 19h30, às quintas e sextas-feiras, e às 15h e às 19h30, aos sábados e domingos. Os ingressos variam de R$50 a R$400. Mais informações em wickedbrasil.com.

A produção é a história não contada das bruxas de Oz, em referência ao clássico filme de 1939. Muito antes de Dorothy ser levada por um tornado ao mundo esmeralda, Elphada, a Bruxa Má do Oeste, e Glinda, a Bruxa Boa do Norte, vivem uma das melhores histórias do teatro musical.

 Após um encontro com o Mágico de Oz, elas se veem obrigadas a tomar uma decisão. Enquanto Glinda está determinada a se manter popular, Elphaba não quer trair seus valores morais. Inevitavelmente, suas vidas tomaram rumos muito diferentes. Uma nascida com pele verde esmeralda, esperta, impetuosa e incompreendida e a outra bonita, ambiciosa e muito popular.


Crédito: João Caldas Fº

Apresentado por Ministério da Cultura e Comgás e declarado o “melhor musical da década” pela Entertainment Weekly e “um fenômeno cultural” pela Variety, Wicked é baseado no romance de Gregory Maguire, com música e letras de Stephen Schwartz e roteiro de Winnie Holzman. O espetáculo esteve em cartaz no Brasil, no Teatro Renault (SP), em 2016 e foi assistido por mais de 340 mil pessoas. A Universal Pictures está produzindo dois filmes musicais que levarão a história de Elphaba e Glinda às telonas, com estreias previstas para 2024 e 2025.

 

A produção do Instituto Artium de Cultura, em parceria com o Atelier de Cultura, é protagonizada por Myra Ruiz, como Elphaba, e por Fabi Bang, como Glinda. Myra estrelou, em 2022, o grande sucesso “Evita”, vivendo a personagem título. Fabi Bang protagonizou “Cinderella” e “A Pequena Sereia”.

 

Para o espetáculo, o Atelier de Cultura selecionou um elenco plural que representa o talento e a diversidade de artistas brasileiros do teatro musical. Alguns dos destaques são Tiago Barbosa (“O Rei Leão” e “Clube da Esquina – Os Sonhos Não Envelhecem”) interpretando o príncipe Fiyero; Diva Menner (“Barnum – O Rei do Show” e “Elas Brilham”) como Madame Morrible; o ator Marcelo Médici, um dos maiores ícones do humor brasileiro, que dá vida ao Mágico de Oz; e Cleto Baccic, ator de extensa e premiada carreira, protagonista em espetáculos como “O Homem de La Mancha”, “Charlie e a Fantástica Fábrica de Chocolate” e “Evita”, além de ser o fundador do Atelier de Cultura. Em Wicked, o ator interpreta Dr. Dillamond.


Crédito: João Caldas Fº

 

O elenco conta ainda com outros artistas de renome, como Dante Paccola e Nayara Venancio – que acaba de ser reconhecida como destaque em Artes Cênicas pela lista Forbes Under 30 -, e que interpretam respectivamente Boq e Nessarose. Ao todo, o elenco é composto por 35 artistas e a orquestra por 18 músicos. Todos sob a regência da maestrina Vânia Pajares

Confira abaixo o elenco completo do espetáculo:

Myra Ruiz – Elphaba

Fabi Bang – Glinda

Tiago Barbosa – Fiyero

Marcelo Médici – Mágico de Oz

Diva Menner – Madame Morrible

Cleto Baccic – Dr Dillamond

Nayara Venancio – Nessarose

Dante Paccola – Boq

Bia Castro – Ensemble / Cover Elphaba

Pâmela Rossini – Ensemble / Cover Elphaba

Aline Serra – Ensemble / Cover Glinda 

Verônica Goeldi – Ensemble / Cover Glinda

Amanda Döring – Ensemble / Cover Nessarose

Mari Rosinski – Ensemble / Cover Morrible

Éri Correia – Ensemble

Cláudia Rosa – Ensemble

Gisele Alfano – Enseble

Larissa Grajauskas – Ensemble

Gabi Germano – Ensemble

Mariana Montenegro – Ensemble

Murilo Ohl – Ensemble / Cover Boq

Paulo Grossi – Ensemble / Cover Mágico de Oz e Cover Dr Dillamond

Renan Rosiq – Ensemble / Cover Fiyero

Robson Kabelo – Ensemble / Cover Fiyero

Marco Azevedo – Ensemble

Bruno Ospedal – Ensemble

Diego Velloso – Ensemble

Danilo Santana – Ensemble

Alicio Zimmermann – Ensemble

Danilo Martho – Ensemble

Vinicius Cafer – Swing

Rafá Barbosa – Swing

Tiago Dias – Swing

Moira Osório – Swing

Amanda Bamonte – Swing

 

A direção geral é de John Stefaniuk, diretor associado de “The Lion King” em vários países do mundo, e da temporada brasileira em 2013-2014. Stefaniuk também dirigiu as produções brasileiras de “Billy Elliot” (2019), “Charlie e a Fantástica Fábrica de Chocolate” (2021) e “Evita Open Air” (2022).

 

Stefaniuk comenta que pensou, junto ao time criativo e aos produtores responsáveis pelo musical, aspectos de figurino e cenário que remetessem à momentos cruciais para a obra. “Quero que a montagem passe um ar fantástico e lindo. O livro original do Mágico de Oz tem quase 130 anos de idade e queremos honrar este período. Também iremos homenagear a época em que o filme foi lançado, que é a década de 1930“, conta Stefaniuk.

 

Por meio de elementos cênicos e visuais, você verá personagens na Terra dos Munchkins com cenários irreais que remetem à época em que o livro foi escrito. Também verá personagens passando a sensação de estarem em festas intermináveis como no Studio 54 dos anos 1970, em Nova York; e personagens na Cidade das Esmeraldas como se estivessem chegando à década de 30“, completa o diretor.

A nova montagem preserva a versão de texto e letras de músicas para a língua portuguesa de Mariana Elisabetsky e Victor Mühlethaler que estão vivas e presentes na memória afetiva do público de Wicked no Brasil, com as icônicas canções “Desafiando a Gravidade”, “Ódio”, “O Mágico e Eu”, entre outros sucessos.

 

​​“Estamos entregando uma grande produção, pois é o que o título nos obriga a fazer. Stephen Schwartz supervisionou nossa produção de Nova York e fez visitas a São Paulo. Além disso, o ‘buzz’ gerado pela expectativa dos filmes, que terão Ariana Grande e Cynthia Erivo no elenco, está enorme.”, declara Carlos Cavalcanti, presidente do Instituto Artium de Cultura e um dos produtores do espetáculo.

Share this Article
Posted by Felipe Almeida
Follow:
O Stereo Pop é um blog, criado pelo comunicador Felipe Almeida, que reúne tudo sobre filmes, séries, música, um pouco de games e o universo pop em geral, com uma linguagem despojada e informativa.