fbpx Show do Biquini Cavadão em homenagem a Herbert Vianna ganha exibição na TV e internet | XV Curitiba
Conecte-se conosco

Stereo Pop

Show do Biquini Cavadão em homenagem a Herbert Vianna ganha exibição na TV e internet

Publicado

em

Biquini Cavadão transporta seu recém lançado álbum “Ilustre Guerreiro – Ao Vivo”, que homenageia o cancioneiro do amigo e padrinho artístico Herbert Vianna, para registro visual no formato de show acrescido de depoimentos gravados pelos integrantes do grupo direto do isolamento social. O conteúdo vai ao ar para todo o país nesta quinta-feira, dia 9, a partir das 20h, pelo canal de TV por assinatura Music Box Brazil e plataforma YouTube.

A homenagem surpreende ao introduzir pegada rock para “Se eu não te amasse tanto assim”, arranjo introspectivo em “Só pra te mostrar”, leitura surf music para “Ska” e balanço reggae roots em “Vital”, entre outras preciosidades. Estruturado em 20 faixas, a apresentação filmada no início de turnê homônima em São Paulo também revisita clássicos do Biquini Cavadão, com destaque para “Tédio”, “Quanto Tempo Demora Um Mês” e “Zé Ninguém” que parecem casar com o momento.

Em 1983, Herbert Vianna sugeriu o nome para a então banda iniciante Biquini Cavadão, chegando a tocar guitarra no sucesso de estreia dos roqueiros cariocas “Tédio”, que os levaram a assinar contrato com a primeira gravadora. Antes desse episódio, "Você acha que Paralamas do Sucesso é um nome legal?", perguntou o cantor e compositor paraibano Herbert Vianna sem o mineiro Bruno Gouveia ter noção de que a resposta parecia um tanto quanto óbvia para a banda que se tornou uma das mais importantes da música brasileira.

Mesmo com diversas propostas e apelos de fãs, Biquini Cavadão resiste as lives. Seus integrantes preferiram zelar pela saúde e não se arriscar diante de uma doença ainda imprevisível. Como se isso não bastasse, Bruno Gouveia não quis colocar a gravidez de sua mulher, a cantora Izabella Brant, em risco. Eles esperam um menino para o fim deste mês. Por estes motivos, optaram por um longo e silencioso exílio em casa. Bruno leu todos os capítulos de seu livro “É Impossível Esquecer o que Vivi” para fãs e deficientes visuais. Coelho lançou um single solo.

Entrecortando as músicas do registro, Bruno, Miguel, Coelho e Birita vão conversar com o público através do canal da banda no Instagram durante a exibição. “Queremos que todos se divirtam, como se realmente estivessem em nosso show. Afastem os móveis da casa, pulem, cantem, dancem. Estamos morrendo de saudades, loucos para voltar, assim que for possível! Obrigado a todos que estão fazendo de tudo para que esta pandemia passe”. Este é o convite do grupo para esta festa que já dura 35 anos.

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter
Cadastre o seu email
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
We respect your privacy