Conecte-se conosco

Notícias

Justiça pede explicação sobre a imunização indevida de políticos no interior do Paraná

Publicado

em

Um prefeito, três ex-prefeitos e dezenas de vereadores do interior do Paraná que aparentemente não se enquadram no grupo prioritário de vacinação da Covid-19 foram notificados Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) e terão que explicar sobre a aplicação das vacinas.

As prefeituras têm cinco dias para responder aos Apontamentos Preliminares de Acompanhamento (APAs) enviados pela Corte, justificando o porquê das vacinações dos supostos fura-filas.

Os gestores ficarão sujeitos à abertura de Tomada de Contas Extraordinária, processo que pode resultar na aplicação de multas e outras sanções, caso não consigam explicar sobre a decisão.