Influenciador Igor Viana chama doadores de “trouxas” e zomba de filha com paralisia cerebral

XV CURITIBA
3 Min de leitura
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

O influenciador digital Igor Viana, de 24 anos, tornou-se o centro de uma polêmica na internet após declarações controversas sobre o uso de doações recebidas para sua filha de 2 anos, que tem paralisia cerebral. Em entrevista ao G1, o jovem de Anápolis (GO) afirmou que não se sente culpado por considerar os doadores “trouxas”.

A controvérsia começou quando vídeos de Igor ironizando sua filha começaram a circular nas redes sociais. A criança, que necessita de cuidados especiais, é alvo de campanhas de arrecadação de fundos em sites de vaquinha digital, com o objetivo de proporcionar a ela melhor qualidade de vida. Contudo, Igor alega que não desviou dinheiro, justificando que as doações foram enviadas diretamente para sua conta. “Minha filha não tem Pix. Então, se eles foram trouxas, a culpa não é minha”, declarou.

Durante a gravação, Igor argumenta que também possui “necessidades” e que, apesar de ser pai de uma criança com deficiência, continua sendo um ser humano com desejos e demandas pessoais. “As pessoas falam como se ‘Ah, você tem uma filha deficiente, você não é um ser humano, você não transa, você não faz mais nada’”. O influenciador não hesitou em admitir que postava vídeos ironizando a criança, alegando não ser obrigado a gastar todo o valor das doações com ela. “Eu também tenho necessidades de serem supridas. Também sou um ser humano”, justificou.

Em um dos vídeos, Igor faz comentários ofensivos, chamando a filha de “chata” e lamentando os problemas que ela lhe causa. “Eu não imaginava que uma criança que tem 10% do cérebro funcionando fosse tão chata e pudesse me dar tanto problema”, disse, revelando ainda ter vontade de abandoná-la devido aos transtornos e gastos que enfrenta. “Já arrumei tanto problema por causa dessa menina, já gastei tanto de dinheiro e ainda é gente enchendo meu saco na internet”, concluiu.

As atitudes de Igor estão sendo investigadas pela Polícia Civil sob suspeita de desvio de doações e ridicularização da criança. A delegada responsável pelo caso, Aline Lopes, destacou a gravidade das ações do influenciador. “Você não está fazendo uma brincadeira. Você está expondo e causando constrangimento, não só a ela, mas a todas as crianças com deficiência, além da fala problemática no final. Tem outras postagens em que ele inferioriza a menina, causando constrangimento a ela pela condição de pessoa com deficiência”, afirmou a delegada.

Além de Igor, a mãe da criança, que trabalha com produção de conteúdo adulto em uma rede social, também está sob investigação pelo suposto desvio de dinheiro destinado ao tratamento da menina.

Compartilhe o artigo
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.