Imagens mostram passageiro sendo morto ao proteger casal homoafetivo em ônibus de Curitiba

XV CURITIBA
3 Min de leitura
Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira, 19, a Polícia Civil divulgou imagens chocantes do assassinato de Oziel Branques dos Santos, um passageiro do transporte público de Curitiba, que ocorreu no último domingo, 16. Oziel foi brutalmente morto ao defender um casal homoafetivo que estava sendo ameaçado dentro de um ônibus da linha Santa Cândida/Capão Raso, próximo à região central da cidade.

Oziel, de 41 anos, estava no ônibus quando presenciou o casal sendo alvo de insultos homofóbicos. Demonstrando coragem, ele interveio para defender as vítimas das agressões. No entanto, ao confrontar o agressor, Oziel foi atacado com uma faca e recebeu pelo menos dez golpes fatais. O agressor, juntamente com seu sobrinho, fugiu em direção ao Passeio Público, mas ambos foram rapidamente localizados e detidos pela Polícia Militar do Paraná (PMPR).

A Polícia Civil revelou que o principal suspeito, tio do jovem envolvido, já é investigado por outros dois homicídios ocorridos nos últimos 30 dias. Além da morte de Oziel, ele é suspeito de um feminicídio e de matar outro homem a facadas minutos antes do crime no ônibus. Esses detalhes adicionam uma camada ainda mais perturbadora ao caso, evidenciando a periculosidade do agressor.

A divulgação das imagens hoje trouxe à tona a gravidade do incidente e gerou uma onda de comoção e indignação na comunidade local e entre defensores dos direitos LGBTQIA+. A coragem de Oziel em proteger o casal homoafetivo, mesmo colocando sua própria vida em risco, reflete um ato heroico de empatia e solidariedade que contrasta com a brutalidade dos agressores.

Este caso destaca a urgente necessidade de medidas mais efetivas para combater a violência homofóbica e garantir a segurança de todos os cidadãos, especialmente aqueles que se arriscam para defender os outros. A Polícia Civil segue investigando o caso, enquanto a sociedade curitibana clama por justiça para Oziel e para as demais vítimas.

A trágica morte de Oziel Branques dos Santos não apenas ressalta a violência enfrentada pela comunidade LGBTQIA+, mas também sublinha a importância de uma resposta rápida e eficaz das autoridades de segurança pública. A rápida detenção dos suspeitos pela PMPR é um passo importante para assegurar que os responsáveis não fiquem impunes.

Compartilhe o artigo
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.