Gui Agustini, ator e ex-tenista, será voz original de primeiro super-herói brasileiro da Marvel em ‘X-Men ’97’, do Disney+

XV CURITIBA
6 Min Read

O ator dubla o Mancha Solar na série que estreia dia 20 de março. Além disso, estará em “Elsbeth” (CBS), spinoff de “The Good Wife”, relembrando sua carreira no tênis em um novo personagem

Brasileiro filho de mãe argentina e pai peruano, Gui Agustini firmou raízes nos Estados Unidos há mais de 15 anos. Com carreira consolidada em solo americano, o ator também deixou sua marca no Brasil em grandes projetos, como os longas “Solteira Quase Surtando” e ” O Faixa Preta”. Entretanto, é falando em inglês que Gui dará vida ao primeiro brasileiro de sua carreira: ele será a voz de Mancha Solar, primeiro super-herói brasileiro da Marvel, na série animada “X-Men ’97”, que estreia nos Estados Unidos dia 20 de março, no Disney+.

“É difícil descrever a emoção. Cresci assistindo aos X-Men nos anos 90 e dar voz a esse personagem é algo surreal. Me sinto muito orgulhoso e abençoado por ser brasileiro. Sempre me senti assim, mas com conquistas como essa, nessa magnitude, ainda mais.” 

Mutante nacional

O super herói com poder de absorver e converter energia solar em força e resistência sobre humana, além de voar e emitir rajadas de plasma, é um marco por ter sido o primeiro mutante brasileiro da Marvel Comics. Para a voz na adaptação dos quadrinhos para o desenho animado, mesmo na versão em inglês, a escolha de um brasileiro não poderia ser diferente. 

“É uma honra gigantesca e só sinto gratidão pela oportunidade e confiança, começando pelo criador Beau DeMayo e toda a equipe Marvel e Disney”, diz Gui.

O processo para chegar ao papel levou um bom tempo, entre testes e muito sigilo. “Fiz a gravação do casting e enviei pelo meu agente. Recebi um e-mail meses depois dizendo que eu seria a voz de um super-herói, foi incrível!”. Fã dos quadrinhos, o ator só descobriu quem seria tempos depois. “Quando li ‘X-Men’, fiquei em choque! Foi muito difícil passar dois anos sem poder contar para ninguém”.

De volta ao tênis

O corpo conquistado pelo esporte abriu as portas para que Gui Agustini migrasse do tênis profissional para a carreira de modelo e posteriormente, ator, onde se apaixonou e decidiu ficar. Entretanto, nunca abandonou completamente a vida de atleta e voltará às quadras, mas dessa vez, nas telinhas. 

Isto porque o ator estará no quinto episódio de “Elsbeth”, spinoff da série de sucesso mundial “The Good Wife”, que acaba de estrear na CBS. Sem muitos spoilers, o ator conta sobre o personagem: “Serei um dos melhores tenistas do mundo, o que é mais um sonho realizado, mas no mundo mágico da televisão”, brinca.

E apesar da experiência, o atleta precisou intensificar os treinos. “Me preparei até demais, prefiro assim. Voltei ao clube que dei aula por muitos anos em Nova York e me dediquei em uma intensidade que não tinha há pelo menos 10 anos. Foi muito bom”.

No elenco, Carrie Preston, Wendell Pierce e diversos outros grandes nomes, mas além dos protagonistas, Gui aguça a curiosidade do público com nomes que ainda não podem ser revelados. “Contracenei com uma celebridade do esporte e com um ator americano muito conhecido. Foi demais!”

Altruísmo

Além da carreira de ator, em 2023 Gui abriu a impAKTo, loja online de casacos de moletom em que parte do lucro será doado para instituições de caridade. “Sempre quis ter um produto que me trouxesse paixão como a atuação. O nome surgiu pelo meu desejo de criar impacto positivo na vida das pessoas, esse é o meu propósito”.

“Lançamos em dezembro, ainda estamos engatinhando, mas a nossa primeira doação será para a organização “The Midnight Mission”, ainda no primeiro trimestre deste ano”, afirma.

Próximos passos

Segundo Agustini, o ano começou bem e diversos novos projetos estão por vir. “Estou com 3 curtas metragens os quais todos eu dirigi”. São eles “To The End”, “You Are Funny” e “West Texas Home”, que é sua maior expectativa.

“Fui muito abençoado e sou grato demais ao Jerry Elman, que escreveu o curta, e a cada um de todos os filmmakers da equipe. Foi a melhor produção independente que já fiz e creio que a melhor performance da minha carreira. Sem dúvida, a melhor experiência que já tive como ator/diretor/produtor”.

Ele viverá um personagem bissexual que abandona seu relacionamento com um homem ao se apaixonar por uma mulher. Além disso, está prestes a estrear “Unicorn Diaries”, longa em que interpreta um guru da poligamia.

Share this Article
Posted by XV CURITIBA
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.