Conecte-se conosco

Notícias

Fiscalização interdita bares, tabacaria, danceteria e casas de eventos em Curitiba

Publicado

em

Foto: Hully Paiva/SMCS

Em apoio as ações de combate à propagação da covid-19 na cidade, equipes da Prefeitura estiveram nas ruas neste fim de semana para orientar e coibir atividades irregulares e situações de aglomeração. Desde a noite de quinta-feira (19), fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo, guardas municiais e policiais militares vistoriaram 24 estabelecimentos comerciais em 17 bairros da cidade.

Seis locais foram interditados, 16 notificações foram expedidas devido a situações de comércio irregular e ou falta de adequação à resolução 01/2020, que determina ações sanitárias obrigatórias aos estabelecimentos em atividade neste momento de pandemia.

Tiveram as atividades paralisadas por descumprimento ao Decreto Nº 1490/2020 e a Resolução 1/2020: dois bares com entretenimento (um no bairro Alto da XV, outro no Pinheirinho), uma tabacaria (Pinheirinho), duas casas de eventos (Butiatuvinha e Augusta) e uma danceteria (Capão Raso).

Já as notificações ocorreram em bares, casas de eventos, danceteria, pizzaria, lanchonete nos bairros Pinheirinho, Capão Raso, Augusta, Butiatuvinha, CIC, Boqueirão, Jardim das Américas, Sítio Cercado e Campo Comprido.

Aifu

As incursões da noite de quinta-feira (19) e do domingo (22), iniciadas à tarde e concluídas no período da noite, aconteceram dentro da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu), desenvolvidas em parceria com o Governo do Estado, com a participação do Corpo de Bombeiros.

As ações de fiscalização pelas equipes do município têm acontecido sistematicamente desde 17 de abril. Desde então 1.511 estabelecimentos já foram vistoriados, a grande maioria das fiscalizações foram motivadas por denúncias apresentadas pela população por meio do 156.

“Trabalhamos continuamente para impedir irregularidades e para verificar a adequação aos protocolos sanitários de saúde a fim de evitar as aglomerações e proteger a população do risco de contaminação”, diz o secretário municipal do Urbanismo, Julio Mazza.

Neste período as equipes precisaram interditar 357 estabelecimentos que praticavam atividades em desacordo com os decretos vigentes no momento das fiscalizações e autuar 150 estabelecimentos. A falta de adequação à resolução 01/2020 resultou em 603 notificações e 39 embargos. Também foram aplicadas 354 notificações por irregularidades comerciais.

Na última sexta-feira (20), o secretário do Governo Municipal, Luiz Fernando Jamur, e a secretária da Saúde, Márcia Huçulak estiveram reunidos com representantes de 20 setores econômicos e da sociedade civil. Na reunião, os secretários cobraram maior participação das entidades para que os locais de circulação de pessoas respeitem as medidas dos protocolos sanitários contra a covid-19.