Ad image

Família de idoso morto que ganhou no Nota Paraná entra na Justiça

XV CURITIBA
3 Min Read
Nota Paraná

Em um acontecimento singular e emocionante que uniu sorte e saudade, uma família de Maringá, no Paraná, encontra-se em meio a um processo administrativo para reivindicar um prêmio de R$ 1 milhão concedido a um ente querido já falecido. O prêmio em questão vem do programa Nota Paraná, conhecido por incentivar a cidadania fiscal entre os paranaenses através de sorteios de valores significativos. O sorteio, que ocorreu no mês passado, premiou um idoso de 75 anos, morador da cidade, que infelizmente veio a falecer em outubro, deixando para trás uma história que mescla alegria e luto.

O bilhete vencedor do idoso foi considerado para o sorteio em virtude das notas fiscais que ele acumulou em setembro, demonstrando um detalhe importante do programa: a participação é efetiva mesmo sem o conhecimento ou ação direta do consumidor, desde que suas compras estejam devidamente registradas no sistema com o CPF. A situação ganha contornos de um desafio burocrático e emocional para a família, que agora busca junto ao governo do estado a liberação do prêmio.

A coordenadora geral do Nota Paraná, Marta Gambini, detalhou que a família do falecido já iniciou um processo administrativo junto à Procuradoria-Geral do Estado com o objetivo de desbloquear o montante premiado. Este pedido sublinha a complexidade e a sensibilidade do caso, considerando as políticas e procedimentos que regem a premiação de valores a pessoas que já não estão entre nós.

O prêmio foi anunciado como parte do primeiro sorteio do Nota Paraná de 2024, realizado em 11 de janeiro. A revelação de que o ganhador havia falecido surgiu quando a equipe do programa tentou fazer contato para anunciar a boa nova. “Quando fomos dar a notícia do prêmio ao ganhador da cidade de Maringá, nos dirigimos ao endereço e lá fomos informados que o morador daquele apartamento havia falecido”, relatou Marta Gambini, descrevendo o momento surpreendente e triste ao serem recebidos com a notícia do falecimento do contemplado.

A identidade do idoso não foi divulgada oficialmente, mantendo a privacidade e o respeito pela família em um momento de luto e esperança. A situação, embora carregada de tristeza pela perda, também reflete a generosidade imprevisível do destino, que, através de um gesto póstumo, pode trazer um alento financeiro para os familiares do falecido.

Enquanto o processo administrativo segue seu curso, a comunidade de Maringá e os observadores aguardam com expectativa a resolução deste caso, que destaca os impactos humanos e emocionais por trás dos procedimentos administrativos e legais de programas de incentivo fiscal como o Nota Paraná.

Share this Article
Posted by XV CURITIBA
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.