fbpx Esquerdistas agridem violentamente manifestante que comemorava o 31 de Março | XV Curitiba
Conecte-se conosco

Notícias

Esquerdistas agridem violentamente manifestante que comemorava o 31 de Março

Publicado

em

Comemorações pelo aniversário da contra-revolução de 31 de Março de 1964 aconteceram em todo país no último domingo (31). Em São Paulo, no entanto, a festa terminou em agressão violenta. Segundo testemunhas, manifestantes contrários ao ato que acontecia na Paulista, começaram a provocar quem estava na comemoração.

Em dado momento, as agressões deixaram de ser verbais e passaram para a violência física. Cerca de 50 pessoas se envolveram na confusão.

O manifestante Leandro Mohallem, que trabalha como assessor da Deputada Federal Carla Zambelli (PSL), foi o que mais se feriu. Mohallem foi jogado no chão e agredido com um cabo de madeira e até com uma pistola de “teaser”.

O assessor conta que os agressores tinham a clara intenção de matar. Já no hospital, após levar pontos na cabeça, ele conta: “bateram para matar. Eles são covardes, me jogaram no chão, chutaram a minha cabeça”. No vídeo, uma mulher usando uma blusa com a bandeira do Brasil. mostra o braço machucado. Ela também foi agredida durante a ação.

Segundo a polícia militar, um dos criminosos foi detido. As outras pessoas que ficaram feridas estão sendo atendidas no Hospital da Barra Funda.

O nome dos agressores não foi divulgado. O Deputado Estadual Douglas Garcia (PSL) prestou solidariedade aos feridos e garantiu que acompanhará o caso e que não desta que os responsáveis sejam punidos.

“Estou acompanhando o caso na Delegacia e o Delegado já disse que assim que terminar as oitivas, me dará um parecer. Não vou descansar até que esses criminosos sejam punidos!”, publicou em suas redes sociais.

 

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter
Cadastre o seu email
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
We respect your privacy