Eric Clapton anuncia show em Curitiba

XV CURITIBA
10 Min Read
Foto: George Chin

Eric Clapton está comemorando 60 anos de carreira e, para celebrar, volta aos palcos em sua nova turnê mundial que começa em 09 de maio do próximo ano, em Newcastle, na Inglaterra, e já tem datas para chegar ao Brasil! No dia 24 de setembro, o cantor se apresenta em Curitiba, na Ligga Arena (Arena da Baixada). Na capital paranaense, o show é apresentado pelo Santander e tem produção da MOVE Concerts e RW7 Production & Entertainment.

Ingressos para clientes com cartão SANTANDER estarão à venda a partir de 11 de dezembro e para o público em geral dia 13 de dezembro, ambos em livepass.com.br. Confira mais informações abaixo em SERVIÇO.

Além de Curitiba, o cantor passa pelo Rio de Janeiro, dia 26 de setembro, na Jeunesse Arena e em São Paulo, no dia 29 de setembro, no Allianz Parque. As apresentações também contarão com o show de abertura do cantor e guitarrista vencedor do Grammy Gary Clark Jr.

Estas serão as primeiras apresentações de Eric no país em mais de uma década: a última passagem do artista por aqui aconteceu em 2011, quando ele fez dois shows no Rio de Janeiro, uma apresentação em São Paulo e outra em Porto Alegre. Anteriormente, o artista já havia estado no Brasil em 1990 e em 2001.

- Advertisement -

Em outubro de 1963, Eric Clapton conseguiu seu primeiro emprego em tempo integral quando se juntou ao The Yardbirds. Nos anos que se seguiram, ele continuou a inovar, enquanto explorava o blues, o rock, o pop, o jazz o country, a música orquestral, standards, o R&B, o trip-hop – e até o techno – como artista solo e em bandas inovadoras como Bluesbreakers de John Mayall, Cream, Blind Faith, Delaney & Bonnie & Friends, Derek & The Dominos, Legends e TDF.

A carreira de décadas inclui, além de dezenas de álbuns, prêmios e estádios com ingressos esgotados, a aclamação inabalável da crítica por sua exibição consistente de trabalhos lendários com a guitarra. Eric Clapton foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame como membro dos Yardbirds em 1992, como membro do Cream em 1993 e como artista solo em 2000.

Eric Clapton

Nascido em Surrey, na Inglaterra, em março de 1945, Eric Clapton é considerado um dos guitarristas mais influentes e bem-sucedidos da história do rock, e seu nome aparece constantemente na lista dos melhores de todos os tempos – ele ocupa o segundo lugar nos “100 maiores guitarristas de todos os tempos” da Rolling Stone, o quarto lugar no “Top 50 guitarristas de todos os tempos” da Gibson e é o número cinco na lista da revista Time dos “10 melhores guitarristas elétricos” da história.

Clapton nasceu de uma mãe adolescente e de um soldado canadense, que serviu na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial e voltou para sua esposa antes do garoto nascer. Clapton foi criado em grande parte pelos avós. Ele começou a tocar violão na adolescência e estudou por um tempo no Kingston College of Art. Depois de tocar guitarra solo com duas bandas menores, em 1963 ele se juntou ao Yardbirds, um grupo de rhythm & blues no qual sua técnica de tocar e comandar influenciada pelo blues começou a atrair a atenção. Clapton deixou os Yardbirds em 1965, quando eles buscavam o sucesso comercial com um estilo pop. Naquele mesmo ano, ele se juntou ao Bluesbreakers de John Mayall, e seu jeito de tocar guitarra logo se tornou a principal atração do grupo, atraindo seguidores fanáticos na cena noturna de Londres.

Em 1966, Clapton deixou o Bluesbreakers para formar uma nova banda com outros dois virtuosos músicos de rock, o baixista Jack Bruce e o baterista Ginger Baker. Este grupo, Cream, alcançou popularidade internacional com sua fusão sofisticada de rock e blues, que apresentava solos improvisados. O domínio de Clapton na forma e no fraseado do blues, suas corridas rápidas e seu vibrato foram amplamente imitados por outros guitarristas de rock. A alta energia e intensidade emocional de sua execução em músicas como “Crossroads” e “White Room” estabeleceram o padrão para o solo de guitarra rock. O Cream se separou no final de 1968, tendo gravado álbuns como “Disraeli Gears” (1967), “Wheels of Fire” (1968) e “Goodbye” (1969).

Em 1969, Clapton e Baker formaram o grupo Blind Faith com o tecladista e vocalista Steve Winwood e o baixista Rick Grech, mas o grupo se separou após gravar apenas um álbum. Clapton emergiu como um vocalista competente em seu primeiro álbum solo, lançado em 1970. Ele logo reuniu um trio de músicos fortes (o baixista Carl Radle, o baterista Jim Gordon e o tecladista Bobby Whitlock) em uma nova banda chamada Derek and the Dominos, com Clapton como guitarrista, vocalista e compositor. O guitarrista Duane Allman juntou-se ao grupo na realização do clássico álbum duplo “Layla and Other Assorted Love Songs” (1970), considerado a obra-prima de Clapton e um marco entre as gravações de rock. Decepcionado com as vendas fracas de Layla, Clapton entrou em reclusão por dois anos. O retorno com enorme sucesso aconteceu com o álbum “461 Ocean Boulevard” (1974), que incluiu sua nova versão de “I Shot the Sheriff”, de Bob Marley. No álbum, Clapton adotou uma abordagem mais relaxada que enfatizou suas composições e habilidades vocais, em vez de tocar guitarra.

Nos 20 anos seguintes, Clapton produziu uma série de álbuns, incluindo “Slowhand” (1977), “Backless” (1978), “Money and Cigarettes” (1983), “August” (1986), “Unplugged” (1992) – que apresentava o hit “Tears in Heaven, ” escrito após a morte de seu filho – e “From the Cradle” (1994). Na cerimônia do Grammy Awards de 1993, “Tears in Heaven” ganhou o prêmio de música e disco do ano, e “Unplugged” foi eleito o álbum do ano. Clapton também explorou suas influências musicais com duas colaborações vencedoras do Grammy: “Riding with the King” (2000) com a lenda do blues B.B. King e “The Road to Escondido” (2006) com o guitarrista J.J. Cale. O sucesso crítico e comercial desses álbuns solidificou sua estatura como um dos maiores músicos de rock do mundo, e lançamentos subsequentes, como “Clapton”(2010),  “Old Sock” (2013) e “I Still Do” (2016), capturaram com precisão seu talento. Em 2018, Clapton lançou seu primeiro álbum natalino, “Happy Xmas”.

“Clapton, uma autobiografia”, foi publicada em 2007, e o documentário “Clapton: Life in 12 Bars” apareceu em 2017. Eric Clapton foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame como membro dos Yardbirds em 1992, como membro do Cream em 1993 e como artista solo em 2000.

Gary Clark Jr

Guitarrista e cantor de blues norte-americano nascido em Austin, Texas, Gary Lee Clark Jr. mescla blues, rock e soul com elementos de hip hop em sua música. Em 2011, Clark assinou com a Warner Bros Records e lançou o EP The Bright Lights. Isso foi seguido pelos álbuns Blak and Blu (2012) e The Story of Sonny Boy Slim (2015).

Ao longo de sua carreira, Clark tem sido um prolífico artista ao vivo, documentado nos álbuns Gary Clark Jr. Live (2014) e Gary Clark Jr Live/North America (2017). Clark já dividiu o palco com nomes como Eric Clapton, Sir Rod Stewart, Tom Petty and the Heartbreakers, B.B. King e os Rolling Stones, entre outros.

Em 2014, Clark recebeu um Grammy de Melhor Performance de R&B Tradicional pela música “Please Come Home”. Seu álbum mais recente, This Land, foi lançado em 2019. Em 2020, ele ganhou o Grammy de “Melhor Canção de Rock” e “Melhor Performance de Rock” pela música “This Land” desse álbum.

Sobre a MOVE CONCERTS

Share this Article
Posted by XV CURITIBA
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.