fbpx Dono do Madero se diz triste por repercussão de vídeo | XV Curitiba
Conecte-se conosco

Notícias

Dono do Madero se diz triste por repercussão de vídeo

Publicado

em

O empresário paranaense Júnior Durski, dono da rede de restaurantes Madero, se disse triste pela repercussão do vídeo onde declarou que o Brasil não pode parar pelo coronavírus, mesmo que a doença cause “5 ou 7 mil mortes”. Além disso, o sócio de Luciano Huck reforçou seu apoio e declarou seu voto a Jair Bolsonaro nas eleições de 2022 caso o atual presidente tente a reeleição.

“Me desculpem se alguém me interpretou mal. Nunca vou menosprezar uma vida sequer. […] Vou fazer de tudo para ajudar todas as pessoas e vou sempre apoiar todas as ações, mas não podemos ser desproporcionais e não podemos não pensar nas consequências econômicas”, afirmou no novo vídeo.

“Em Curitiba, fechou um hospital de otorrinolaringologia porque diz que não é essencial para as pessoas. Se alguém tiver uma inflamação na garganta vai ter problemas. […] Não faz sentido fechar feiras públicas de frutas e verduras. […] As pessoas que podem comer têm que comprar no supermercado e não na feira, mas o supermercado tem muito mais gente do que na feira. No supermercado não é arejado, na feira é arejada, estaria muito mais seguro. […] E não pensaram nos feirantes. São milhares de pessoas que quebraram porque fecharam”, disse.

 

 

 
 
 

 
 
 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

Por favor, me desculpem se fui mal interpretado! @kethlendurski @laysadurski @maydurski @rafael_o_mello @gmunaretto @rvalverde73

Uma publicação compartilhada por Junior Durski (@juniordurski) em

 

 

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter
Cadastre o seu email
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
We respect your privacy
Publicidade

NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

PUBLICIDADE