fbpx Deputado estadual quer a suspensão da cobrança em cabines de pedágio do Paraná | XV Curitiba
Conecte-se conosco

Paraná

Deputado estadual quer a suspensão da cobrança em cabines de pedágio do Paraná

Publicado

em

O deputado estadual Do Carmo (LIDER PSL), já defende o seu posicionamento desde a semana passada, de permitir a livre passagem nos pedágios do Paraná. O argumento é baseado após, passar por várias concessionárias entre Curitiba e Maringá e notar que, os funcionários das empresas não utilizam nenhum instrumento de descontaminação do COVID-19. Quando um funcionário, foi questionado sobre o motivo de não estar utilizando luvas, considerando o atual cenário, foi informado que a concessionária não forneceu nenhum tipo de proteção, indo contra medidas que mesmo empresas de pequeno porte, estão adotando.

“Algumas moedas são produzidas em aço inoxidável, caso alguém contaminado pela COVID-19 tenha contato com aquela moeda, a superfície pode assegurar a sobrevivência do vírus por até 72h. Por quantas pessoas uma moeda pode passar durante esse período?” – “Além de melhorar o fluxo e isentar a cobrança nos pedágios por caminhoneiros que levam comida para o prato de todos s paranaenses em um momento tão triste como o de uma pandemia” acrescentou Do Carmo.

No programa Pinga Fogo da TV 10, em Maringá, o deputado fez a sua participação ao vivo e questionou: “As grandes empresas estão com as portas fechadas e trancadas. Por que só as concessionárias tem que se manter faturando? Por que só eles? Então eu acho que chegou ao momento. Eles deveriam fazer igual algumas empresas, que eu não vejo eles doarem nem um litro de álcool em gel para os funcionários deles. Será que não chegou a hora deles terem um ato de grandeza? Vamos se somar, dê o exemplo primeiro, compre luva para o seu funcionário.”

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter
Cadastre o seu email
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
We respect your privacy
Publicidade

NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

PUBLICIDADE