Curitiba liderou geração de vagas no Paraná no primeiro semestre

XV CURITIBA
4 Min de leitura
Foto: AEN

Curitiba liderou a geração de empregos com carteira assinada no Paraná no primeiro semestre de 2023. Com a criação de 9.767 novas vagas, a capital respondeu por 14% do saldo gerado no Estado, de 70.927 postos de trabalho no período.

 

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (27/7) pelo Ministério do Trabalho e Emprego, mostram que Curitiba ficou à frente de Londrina (4.580), Maringá (4.143), São José dos Pinhais (3.885), Cascavel (3.318), Pinhais (2.504), Toledo (2.310), Ponta Grossa (2.265), Colombo (1.783) e Foz do Iguaçu (1.320).

Curitiba foi a oitava cidade do País no período com maior saldo de emprego, atrás de São Paulo (69.568), Rio de Janeiro (25.960), Belo Horizonte (24.958), Brasília (21.343), Goiânia (13.716), Fortaleza (13.041) e Porto Alegre (9.790)

 

Setores

 

No acumulado do ano, os setores que mais geraram empregos na capital paranaense foram Serviços, com 6.971 vagas, Construção Civil, com 3.793, e Comércio, com 844. A indústria teve recuo, com saldo negativo de 1.799, e a Agropecuária de 42. 

 

O saldo de empregos na capital de janeiro a junho representa a diferença entre admissões (927.654) e demissões (856.727). Somente em junho, o saldo em Curitiba foi positivo em 1.054 vagas, resultado de 41.539 contratações e 39.485 demissões.

 

Curitiba se mantém entre as cidades que mais geram empregos graças à combinação de retomada econômica e investimentos do setor privado e a uma política municipal direcionada para dar sustentação tanto para trabalhadores quanto para empreendedores.

 

Apoio municipal 

 

Para reduzir a burocracia na abertura de negócios, o número de atividades incluídas na lei de liberdade econômica foi ampliado para 606. A lei prevê a dispensa de alguns alvarás para atividades de baixo risco, facilitando o processo. Isso ajudou a reduzir o tempo de abertura de empresas.

 

Curitiba é atualmente a capital com menor tempo de abertura de empresas do País, com uma média de apenas duas horas, 93% mais rápida que a média nacional 

 

Capacitação

Além disso, a Prefeitura investe em capacitação para trabalhadores e empreendedores.

 

Os Liceus de Ofícios da Fundação de Ação Social (FAS) promovem cursos e preparam para o mercado de trabalho quem está em busca de qualificação.

 

A FAS oferece ainda suporte ao trabalhador por meio das unidades municipais do Sistema Nacional de Emprego (Sine), com serviços de intermediação de mão de obra e solicitação do seguro-desemprego.

 

Para atender as empresas, a fundação possui uma central que cadastra vagas de emprego e auxilia os empregadores a encontrar o trabalhador que procura, além de oferecer espaços públicos do município para a realização de processos seletivos e mutirões de emprego.

 

Além disso, os Espaços Empreendedor da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação dão suporte a microempresários e microempreendedores individuais. O Programa 1º Empregotech e o recém-criado Empregotech 40+ oferecem qualificação na área de tecnologia com aulas e oficinas. 

Fab Lab Cajuru, laboratório de fabricação por prototipagem, por sua vez, gera novas oportunidades para estudantes, empresas e comunidade, que podem compartilhar conhecimentos e colocar em prática ideias inovadoras

Compartilhe o artigo
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.