Conecte-se conosco

Notícias

Crianças e adolescentes têm aulas de iniciação esportiva na pista de BMX do Cajuru

Publicado

em

Foto: Divulgação

Menos de um mês depois da inauguração, a pista de BMX do Parque Olímpico do Cajuru já recebe crianças e jovens para aulas práticas coordenadas pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj). A pista com padrões internacionais foi inaugurada no dia 22 de julho e as aulas tiveram início no dia 2 de agosto.

Com acompanhamento e supervisão de profissionais de Educação Física da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj), crianças e adolescentes de 6 a 17 anos podem participar das atividades gratuitas que integram o projeto Escola+Esporte=10 (EE10). As aulas são às segundas e quintas-feiras ou às terças e sextas-feiras, com horários pela manhã e à tarde.

Para participar, os interessados devem conferir turmas e horários disponíveis no sistema Curitiba em Movimento disponível no Curitiba App ou por este link. Informações sobre horários de aulas também podem ser conseguidos pelo telefone do Núcleo Regional do Cajuru da Smelj, no 3221-2553.

“Para segurança dos praticantes, a pista de BMX no Parque Olímpico do Cajuru necessita que as atividades sejam supervisionadas e orientadas por profissionais de Educação Física”, explicou o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Emilio Trautwein.

 

Aulas flexibilizadas 

Neste primeiro momento, com as atividades sistemáticas nos centros esportivos da Prefeitura de Curitiba retornando gradativamente em formato flexibilizado, seguindo os cuidados e protocolos sanitários para evitar o contágio de covid-19, a pista de BMX está disponível para as turmas de iniciação esportiva do EE10. 

Para a utilização de todos os interessados, independente da idade e nível de experiência na modalidade, a Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) orienta procurar o Núcleo Regional da Smelj na Rua da Cidadania do Cajuru, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h, ou pelo telefone 3221-2553.

Segundo o secretário Emilio Trautwein, a Smelj está desenvolvendo um modelo seguro para a utilização do espaço, devido à dificuldade da pista, que segue os padrões internacionais da Union Cycliste Internationale – UCI. 

“Desta forma, o poder público e as entidades não governamentais vão trabalhar juntos para o desenvolvimento da modalidade, iniciando os curitibinhas e incentivando os atletas que já tem alguma experiência com o BMX”, afirmou Trautwein.

Para as turmas de iniciação ainda existem vagas disponíveis. Os interessados devem fazer o cadastro de interesse no sistema Curitiba em Movimento. Após as vagas disponíveis esgotarem, e assim que novas vagas forem disponibilizadas, os interessados cadastrados serão avisados sobre o início das aulas, quando também deverão apresentar a documentação solicitada durante o cadastro on-line.

No desenvolvimento das aulas, os profissionais da Smelj sempre reforçam para os alunos os cuidados sanitários, como a obrigatoriedade do uso de máscara e a importância da higienização das mãos e do distanciamento social. Além das aulas sistemáticas, a Smelj busca trazer provas nacionais e internacionais de BMX para a cidade, contando com o apoio da Federação Paranaense de Ciclismo e da Confederação Brasileira de Ciclismo

Publicidade