Copom decide manter taxa Selic em 10,50% ao ano: entenda a decisão

XV CURITIBA
3 Min de leitura

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu, nesta quarta-feira (19), manter a taxa Selic em 10,50% ao ano. A decisão foi unânime, com todos os diretores e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, votando pela manutenção da taxa. Isso inclui os quatro diretores indicados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que recentemente criticou o Banco Central e defendeu a redução dos juros.

A decisão de manter a Selic representa o fim de um ciclo de cortes iniciado em agosto de 2023, que totalizou sete quedas consecutivas, reduzindo a taxa de 13,75% para 10,50% ao ano. Segundo o Copom, o cenário inflacionário ainda exige cuidados e não justifica uma nova mudança na taxa de juros.

“Entre os riscos de alta para o cenário inflacionário e as expectativas de inflação, destacam-se uma maior persistência das pressões inflacionárias globais e uma maior resiliência na inflação de serviços do que a projetada,” afirmou o comunicado do Copom.

O Copom destacou que tanto fatores domésticos quanto internacionais continuam pressionando a inflação. A conjuntura econômica, marcada pela incerteza, demanda cautela na condução da política monetária. A manutenção da Selic em 10,50% ao ano coloca a taxa no menor nível desde fevereiro de 2022, quando estava em 9,25% ao ano.

O Copom é composto pelo presidente do Banco Central e oito diretores. A Selic é o principal instrumento de política monetária utilizado pelo BC para controlar a inflação, influenciando todas as taxas de juros do país, incluindo empréstimos, financiamentos e aplicações financeiras.

A reunião do Copom ocorreu em meio a críticas do presidente Lula, que recentemente atacou o Banco Central por manter os juros elevados. Em entrevista à rádio CBN, Lula declarou: “Só temos uma coisa desajustada neste país: é o comportamento do Banco Central. Presidente que tem lado político, que trabalha para prejudicar o país. Não tem explicação a taxa de juros estar como está.”

Até a semana passada, o mercado financeiro esperava uma redução de 0,25 ponto percentual na Selic. No entanto, a maioria das instituições financeiras revisou suas projeções, prevendo agora a manutenção da taxa em 10,50% ao ano até o fim de 2024.

O Copom se reúne a cada 45 dias para definir a Selic. As próximas reuniões estão agendadas para:

  • 30 e 31 de julho
  • 17 e 18 de setembro
  • 5 e 6 de novembro
  • 10 e 11 de dezembro

Compartilhe o artigo
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.