Conecte-se conosco

Curitibanices

Chuvas da semana ajudam reservatórios da Grande Curitiba a subir de nível

Publicado

em

Com informações do Bem Paraná

Por conta das chuvas deste mês os reservatórios que abastecem a Região Metropolitana de Curitiba viram seus níveis subirem. Porém a alta ainda não resolve a situação da estiagem, mas traz um alivio aos reservatórios.

O fato dos moradores economizarem o consumo de água também ajudou, consumidores residenciais da Região Metropolitana de Curitiba reduziram em 20% o consumo de água. A META20 foi atingida em outubro, segundo levantamento da Sanepar. A combinação dessa economia com o rodízio e as captações emergenciais de água permite que a Companhia garanta o abastecimento mesmo na crise hídrica, que nesta quarta-feira (11) chegou ao seu pior cenário, com 26,7% de reservação, o mais baixo da história de medição das barragens que compõem o Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana.

No dia 11 de novembro, o nível somado das quatro barragens da RMC estava em 26,77%, o mais baixo da história de medição das barragens que compõem o Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana, ontem chegou a 29%. Piraquara I tinha 25,49% no dia 11 e 26,78% ontem, Piraquara II 41,14% uma semana atrás e 44,49% ontem. Passaúna passou de 34,79% para 36,49%.

“Por isso, agradecemos a colaboração da população que tem compreendido a situação e atendido ao nosso apelo e pedimos que mantenham essa receita do uso racional da água. O rodízio e a META20 requerem empenho de todos, e são essas ações que vão garantir abastecimento a todos de forma igualitária”, afirma o diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile.

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter
Cadastre o seu email
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
We respect your privacy