fbpx Candidatos a vereador de Curitiba estão recusando Fundo Eleitoral | XV Curitiba
Conecte-se conosco

Paraná

Candidatos a vereador de Curitiba estão recusando Fundo Eleitoral

Publicado

em

Há muita discussão em relação ao famoso “Fundo Eleitoral” ou oficialmente chamado de Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC). Segundo o Tribunal Superior Eleitoral: “É um fundo público destinado ao financiamento das campanhas eleitorais dos candidatos”. Ele é alimentado com dinheiro do Tesouro Nacional, sendo distribuído aos partidos políticos para que estes possam financiar suas campanhas nas eleições.

Com a criação deste fundo, em 2017, tentou-se equiparar os investimentos em campanha política que eram realizados anteriormente, com doações milionárias de pessoas jurídicas para candidatos – sendo proibida pelo STF em 2015 para evitar a influência do poder econômico na política do Brasil.

 
 

Funcionamento:

As regras de distribuição são as seguintes:

I – 2% do valor é dividido entre todos os partidos com registro no TSE
II – 35% é dividido entre os partidos que tenham ao menos um representante na Câmara dos Deputados
III – 48% é distribuído entre os partidos na proporção de suas bancadas na Câmara
IV – 15% é dividido entre os partidos na proporção de suas bancadas no Senado

Em Curitiba:

Candidatos a vereador da cidade vêm recusando este fundo para as suas campanhas. Discursando a favor de reverter esta verba para ações públicas que beneficiem diretamente o cidadão.

Um dos candidatos da capital paranaense, que estão aplicando este tipo de posicionamento, é o Rafael Lopes “Ragulo” do Partido Progressistas. Em sua rede social, publicou um vídeo em que está em frente a sede do partido, demonstrando indignação, discursando ser contra este tipo de financiamento e questionando candidatos que fazem isso. Seu vídeo está viralizando pelo WhatsApp. Veja:

No vídeo ele relata que pediu para que o dinheiro destinado para sua campanha seja revertido para outras áreas.

Esses candidatos a vereador vêm realizando campanhas com menos recursos e totalmente orgânicas, o famoso “boca a boca” de tempos atrás.

Eleições:

Lembrando que as eleições municipais acontecerão no dia 15 de novembro. Então até lá, acompanharemos as movimentações dos candidatos e também suas propostas.

Importante ressaltar que a informação é sua aliada neste momento. Faça sua pesquisa em quem votar. O futuro de nossa cidade depende disso.

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter
Cadastre o seu email
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
We respect your privacy
Publicidade