fbpx Advogado é suspeito de ordenar o sequestro do seu próprio cliente | XV Curitiba
Conecte-se conosco

Curitibanices

Advogado é suspeito de ordenar o sequestro do seu próprio cliente

Publicado

em

A operação “Nó na Gravata”, do Ministério Público do Paraná, cumpriu mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, na manhã da última quarta-feira (07).
 
Fonte: Ministério Público do Paraná
 
De acordo com apuração do Ministério Público, para comprovar o pagamento de quantia que havia sido indevidamente apropriada de um cliente, no valor de R$ 34 mil, o advogado teria mandado sequestrá-lo, coagindo-o a assinar recibo de pagamento do valor.
 
Foram três mandados de prisão preventiva contra um advogado e mais duas pessoas, e nove mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação “Nó na Gravata”. Eles são investigados pelos crimes de apropriação indébita majorada, extorsão qualificada, uso de documento falso, coação no curso do processo, associação criminosa e roubo.
 
Realizada em conjunto com a Polícia Militar, a operação conta com a participação de cerca de 40 agentes no cumprimento dos mandados. Todos são cumpridos na cidade de Campo Largo, em residências e escritório de advocacia, e buscam colher provas dos fatos investigados.
 
Foto: Divulgação / Polícia Militar
 

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter
Cadastre o seu email
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
We respect your privacy