A extinção começa em 2025? As previsões de Baba Vanga para a humanidade

XV CURITIBA
4 Min de leitura
Foto: Reprodução

A vidente búlgara Vangelia Gushterova, mais conhecida como Baba Vanga ou “Nostradamus dos Bálcãs”, deixou uma série de previsões que continuam a intrigar o mundo, mesmo quase 30 anos após sua morte. Reconhecida por suas profecias que muitas vezes parecem antecipar grandes eventos históricos, Baba Vanga prevê um futuro repleto de desafios e mudanças drásticas.

Segundo as previsões de Baba Vanga, a extinção da humanidade começará em 2025. Ela alertou que um grande conflito na Europa causaria uma “grande redução” da população do continente, marcando o início do fim da humanidade. No entanto, o evento catastrófico que culminará na destruição completa do mundo, segundo Vanga, está previsto para ocorrer em 5079, resultado de um evento cósmico de proporções “inimagináveis”.

Além dessa sombria previsão, Baba Vanga fez outras afirmações sobre o futuro. Ela previu que, em 2028, a humanidade conseguirá chegar ao planeta Vênus, numa tentativa de encontrar novas fontes de energia. Já em 2033, o derretimento do gelo nos polos aumentará significativamente o nível do mar, provocando grandes mudanças geográficas e ambientais.

As profecias de Baba Vanga vão além e incluem uma variedade de eventos que se estendem por séculos. Em 2076, ela previu o retorno do comunismo em escala global. Em 2130, a humanidade faria contato com civilizações extraterrestres, um evento que mudaria para sempre nossa compreensão do universo. Em 2170, o mundo enfrentaria uma seca global, e em 3005, ocorreria uma guerra em Marte. Finalmente, a destruição da Terra aconteceria em 3797, muito antes do fim definitivo da humanidade em 5079.

Baba Vanga, que nasceu em uma família pobre na Bulgária, afirmou ter começado a ter visões na adolescência. Ganhou fama mundial após suas premonições começarem a se concretizar, como a previsão da Segunda Guerra Mundial, a queda da União Soviética e os ataques de 11 de setembro.

Durante o regime comunista na Bulgária, Vanga encontrou proteção inesperada na figura de Lyudmila Jivkova, filha do chefe de governo e do secretário-geral do Partido Comunista búlgaro. Graças a essa proteção, foi criado o “Instituto de Sugestionamento” em Sófia, que documentou suas premonições.

Entre suas previsões mais notáveis, Vanga teria antecipado o desastre de Chernobyl, a morte de Stalin e da princesa Diana, o tsunami de 2004 na Ásia, a saída do Reino Unido da União Europeia e diversos conflitos ao redor do mundo, incluindo na Síria, Líbano, Nicarágua e Chipre. Ela também teria previsto uma pandemia em 2022, causada por um vírus da Sibéria, pouco antes de sua morte em 1996, cuja data também teria predito.

A lenda de Baba Vanga continua a crescer, com suas previsões se estendendo até o ano de 5079. Suas palavras, muitas vezes enigmáticas e abertas a interpretações, continuam a ser um tema fascinante para estudiosos de misticismo e profecias, deixando uma marca indelével na história das previsões e na imaginação popular.

Compartilhe o artigo
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.