23ª edição do Psycho Carnival terá 42 bandas, entre elas, os gigantes dinamarqueses do Nekromantix

XV CURITIBA
21 Min Read
Foto: Priscilla Fiedler

A 23º edição do festival Psycho Carnival, um dos eventos de Psychobilly mais conhecidos e respeitados do mundo, será realizado de 8 (quinta-feira) a 13 de fevereiro (terça-feira) de 2024 no Jokers Pub, em Curitiba.

Neste ano, o lineup do evento conta com 42 bandas de cinco países diferentes (Brasil, Argentina, Chile, Dinamarca e Portugal).

A grande atração desta edição é o trio dinamarquês Nekromantix, um dos maiores nomes da história do Power Psychobilly, que volta ao palco do Psycho Carnival após 13 anos. “Estamos muito entusiasmados por voltar ao Brasil! Mal posso esperar para estar mais uma vez na América do Sul, ao lado de tantas bandas que raramente vemos ou tocamos juntos”, diz o baixista, vocalista e fundador do Nekromantix, Kim Nekroman.

Entretanto, além das bandas que fazem parte das diversas subdivisões do Psychobilly, o lineup também é composto por grupos de outros estilos musicais. “O Psycho Carnival não é um festival só do Psychobilly, ele é da cena cultural brasileira e internacional”, diz um dos organizadores do evento, o músico e produtor Vlad Urban.

- Advertisement -

 

Grandes nomes da Europa e da América do Sul

A América do Sul, que tem presenciado um crescimento substancial da quantidade de bandas de Psychobilly em todos os países do continente, será representada por três grupos: os chilenos do Voodoo Zombie e os argentinos Jinetes Fantasmas (que acabaram de lançar o álbum “Ya No Son Humanos”) e Ghost Bastards.

O festival também contará com a presença de dois grandes nomes da história da cena Punk brasileira: o Cólera e As Mercenárias (os dois grupos estão estreando no Psycho Carnival, o que tornará os shows ainda mais especiais).

Outra grande atração é o trio mineiro Black Pantera, que vem se destacando no país com um poderoso crossover Thrash Metal/Hardcore/Punk e traz uma forte mensagem de luta contra o racismo e outras formas de preconceito.

Como sempre, o cenário musical paranaense será maioria no festival, com nada menos do que 22 bandas. Entre os destaques, estão o trio Relespública (que está completando 34 anos de vida e é um dos grupos mais importantes da história do Rock Paranaense), e o Kingargoolas (que está retomando as atividades após três anos).

Todas essas atrações mostram que a 23ª edição do Psycho Carnival tem, como grande característica, a diversidade de estilos musicais que formam um panorama bem amplo da atual cena underground em todo o mundo. “No ano passado (no retorno do evento após a fase mais pesada da pandemia), o festival foi organizado para passar a mensagem de ‘estamos de volta’! Agora, nós montamos um lineup mais plural. Temos as one man bands, que são uma tendência que chegou para ficar, muitas bandas que estão se consolidando de maneira sólida, entre elas, as Cigarras e o Ghost Bastards, e os grupos novos que trazem uma representatividade bacana, que é o caso do Morcegula, das Capetassauras e da Patada”, diz um dos organizadores do evento, o produtor e músico Neri.

 

Programação paralela

Com a intenção de fazer com que toda a população tenha acesso aos shows do festival, a 23ª edição do Psycho Carnival também oferecerá vários shows gratuitos no Teatro Universitário de Curitiba (TUC), Café Manifesto, e nos bares Cão Velho e Lado B. Entre as atrações que se apresentarão nesses locais, estão as bandas Reverendo Frankenstein, Hillbilly Rawhide e Repudiyo.

Também serão realizados três debates que abordarão temas relevantes para a cena musical e social do país: “Produção cultural e fortalecimento da cena, partindo de políticas públicas” (com o mestre em arte e integrante Conselho de Política Cultural de Pinhais, Jeff Araújo), “Feminismo na Cena Cultural” (com a assistente social, especialista em políticas públicas e mestra em educação, Elza Maria Campos), e “Afro-Diásporas: Resistência Cultural no Rock Independente” (com a banda mineira Black Pantera).

O evento também contará com a participação do Instituto Todas Marias, que faz um trabalho muito sério no acolhimento e encaminhamento de vítimas de violência doméstica, principalmente, de mulheres, crianças e pessoas LGBTQIA+.

 

Ingressos

Os ingressos já estão à venda na plataforma Bilhetto (https://bilheto.com.br/comprar/1945/psycho-carnival-2024) e o pagamento pode ser parcelado em até 12x no cartão. 

Os valores são: Pacote 3 noites – R$ 350 + taxa administrativa (combo de três noites – sábado, domingo e segunda-feira). Pacote 4 noites – R$ 420 + taxa administrativa (combo de quatro noites – sexta-feira, sábado, domingo e segunda-feira). Ingresso individual para a sexta-feira (9) – R$ 120,00 + taxa administrativa. Ingresso individual para o sábado (10) – R$ 140,00 + taxa administrativa. Ingresso individual para o domingo (11) – R$ 140,00 + taxa administrativa. Ingresso individual para a segunda-feira (12) – R$ 140,00 + taxa administrativa.

Os ingressos também podem ser adquiridos em quatro pontos de venda, nos quais não existe a cobrança da taxa administrativa: Dr. Rock (Rua Emiliano Perneta, 297, loja 4, Shopping Metropolitan. Fone: 3024-0669), Hand & Made Music Shop (Rua Desembargador Westphalen, 1186, Centro. Fone: 9 9222-3523), Let’s Rock (Galeria Pinheiro Lima, lojas 3 e 4, Centro. Fone: 3324-2676), e Cwb Audio & Instrumentos Musicais (Rua Des. Westphalen, 423, Centro. Fone: 3308-8003).

A classificação etária é de 18 anos de idade. Menores só entram se estiverem acompanhados dos pais ou responsáveis. O Jokers Pub fica na Rua São Francisco, 164, no Centro.

Uma amostra da cena underground de todo o mundo

Apesar de ser reconhecido como um dos principais eventos de Psychobilly do mundo, o Psycho Carnival também abre espaço para outros estilos musicais, entre eles, Punk Rock, Hardcore, Outlaw Country, Mod e Surf Music.

No total, a 23ª edição do festival terá 42 atrações de cinco países diferentes:

Dinamarca – Nekromantix.

Portugal – Razor Kids.

Chile – Voodoo Zombie.

Argentina – Jinetes Fantasmas e Ghost Bastards.

Curitiba Pelebrói Não Sei?, Relespública, Ovos Presley, Hillbilly Rawhide, Sick Sick Sinners, Krappulas, Repudiyo, Cigarras, O Lendário Chucrobilly Man, Mongo, Vida Ruim, Redlightz, Fish N’ Creepers, Rabo de Galo, Os Cavaleiros Temporários, B.A.R., She Is Dead, As Capetassauras, Patada, e Zabilly (Colombo, Região Metropolitana de Curitiba).

Brasil – Black Pantera (Uberaba), Cólera (São Paulo), As Mercenárias (São Paulo), The Mullet Monster Mafia (Piracicaba), Vurtu (Piracicaba), Light Strucks (Uberlândia), Morcegula (Belo Horizonte), Spitfire Demons (São Paulo), Jubarte Ataca (Natal), Reverendo Frankenstein (São Paulo), Los Clandestinos (São Paulo), Big Bull and His Selfish Band (Uberlândia), Kingargoolas (Guarapuava), Tampa do Caixão (Joinville), Diabillys (Sorocaba), Luz Vermelha HC (Guaratuba) e Rötö (Maringá). 

 

Alguns destaques

Nekromantix  Formada em 1989 na capital da Dinamarca, Copenhagen, a banda é uma das precursoras do Power Psychobilly. Além disso, o baixista Kim Nekroman fez história ao criar um baixo em formato de caixão, o coffin bass, que se tornou uma das referências estéticas do estilo em todo o mundo.

Relespública – Com 34 anos de estrada, o trio Relespública é um dos nomes mais respeitados do Mod brasileiro. Em 2001, ele se apresentaram no Rock In Rio. A discografia do grupo conta com sete álbuns de estúdio. “É uma honra tocar em um dos festivais mais importantes e legais do país, frequentado por uma galera que é a fim de ouvir Rock e coisas novas!”, diz o guitarrista e vocalista da Relespública, Fabio Elias.

Black Pantera  Formado em 2014 na cidade de Uberaba, no interior de Minas Gerais, o trio Black Pantera vem se firmando como um nome importante não só no underground brasileiro, mas também na luta contra o racismo e outras formas de preconceito no país. O grupo acaba de lançar o EP “Griô” (2023), que traz composições em inglês, já com a intenção de conquistar espaço na Europa e EUA. “Nós vamos tocar no festival pela primeira vez e estamos muito felizes, por tudo que o evento representa!”, diz o baixista do Black Pantera, Chaene da Gama.

Cólera  O grupo paulista Cólera é um dos precursores do Punk no Brasil. Formado em 1979, a banda teve como vocalista e guitarrista o lendário Redson Pozzi, que faleceu em 2011. O álbum “Pela Paz Em Todo o Mundo” (1986) é um dos principais discos da história do Punk brasileiro. “Espero que possamos acrescentar algo ao festival e compartilhar experiências com as bandas e o público, além de encontrar velhos amigos que temos aí em Curitiba e região!”, diz o baterista e integrante fundador do Cólera, Pierre.

As Mercenárias  O trio paulista As Mercenárias foi formado em 1982 e, inicialmente, tinha como baterista o atual guitarrista do Ira!, Edgard Scandurra. O álbum de estreia do grupo, “Cadê As Armas” (1986) faz parte da discografia básica do Punk brasileiro. A banda foi uma das primeiras do Brasil a contar com mulheres na formação. “Eu fico radiante ao ver que nós estamos sendo acolhidas nesses festivais que unem diferentes estilos e faixas etárias”, afirma a baixista e vocalista das Mercenárias, Sandra Coutinho, uma das fundadoras do grupo.

Ovos Presley – O quarteto curitibano Ovos Presley, que está completando 34 anos de vida, é um dos precursores do Psychobilly curitibano. Essa será a 21ª vez que a banda fará parte do lineup do festival. Eles só ficaram fora em 2002, por motivos técnicos, e em 2014 porque o guitarrista Wallace Barreto quebrou a clavícula em um acidente de moto.

Sick Sick Sinners – O tradicional trio curitibano é o maior expoente do Power Psychobilly na América do Sul e conta com músicos experientes, que já construíram uma longa trajetória no underground brasileiro. No Psycho Carnival, eles apresentarão algumas canções do novo álbum, “Macabro”, que será lançado em 2024.

Hillbilly Rawhide – Formado em 2002, o Hillbilly Rawhide já lançou oito trabalhos, entre álbuns e EPs. O grupo é o maior nome do Outlaw Country no Brasil. No setlist do show, a banda deve incluir algumas canções que farão parte do novo CD, que deve ser lançado em 2024.

 

Debates

Além da parte musical, a organização do Psycho Carnival também programou três debates que abordarão temas relevantes para a cena cultural e social do Brasil:

 

Sábado (10), Café Manifesto

13h – “Produção cultural e fortalecimento da cena, partindo de políticas públicas”.

Convidado: Jeff Araújo, mestre em arte, especialista em Neuropsicologia e Aprendizagem. É licenciado em teatro e trabalha no Instituto Federal do Paraná, no qual é professor de artes e coordena o curso de Assistente de Produção Cultural. É presidente do Conselho de Política Cultural de Pinhais e ativista político/cultural em Curitiba e Região Metropolitana, atuando com o Coletivo das Culturas.

Mediação: Jornalista Adriane Perin.

Tema: As novas políticas públicas de incentivo à cultura e de que maneira as bandas podem refletir sobre o fortalecimento da cena, com base nas legislações que vigoram no Brasil, atualmente.

 

Domingo (11), Café Manifesto

13h – “Afro-Diásporas: Resistência Cultural no Rock Independente”.

Convidada: Banda Black Pantera.

Mediação: Elias Fernandes, bacharel em música popular pela FAP – UNESPAR.

Tema: O racismo no Brasil e de que maneira as bandas e o público podem se posicionar e lutar contra todas as formas de preconceito.

 

Segunda-feira (12), Teatro Universitário de Curitiba (TUC)

13h – “Feminismo na Cena Cultural”.

Convidada: Elza Maria Campos, assistente social, especialista em políticas públicas e mestre em educação. Faz parte da coordenação da União Brasileira de Mulheres – UBM, da Frente Feminista de Curitiba, RMC e Litoral. Também faz parte do Conselho Estadual de Direitos Humanos e do Conselho Municipal de Direitos da Mulher de Curitiba, pela UBM.

Mediação: Jornalista Adriane Perin.

Tema: A luta histórica das mulheres contra o patriarcado, o racismo e o capitalismo. Como o feminismo se aproxima da arte e da cultura, ou seja, de que maneira as mulheres lutam por um mundo de igualdade e sem opressões.

 

Instituto Todas Marias

A 23ª edição do Psycho Carnival também contará com a participação do Instituto Todas Marias, fundado em 2015 pela especialista em políticas para mulheres Goretti Bussolo.

O Instituto, que já marca presença em 11 países e atua em 579 cidades no Brasil, sendo 109 no Paraná, atua no acolhimento e encaminhamento de vítimas de violência doméstica, principalmente de mulheres, crianças e pessoas LGBTQIA+.

Em 2022, de acordo com um levantamento do Tribunal de Justiça (TJ-PR), o Paraná registrou 44.493 novos casos de violência doméstica.

Esses dados mostram o quanto é necessária a atuação de todos os setores da sociedade, inclusive do meio cultural, para que esse problema seja combatido.

Por isso, o Psycho Carnival abre espaço para essa iniciativa porque Rock é arte e diversão, mas também precisa ser um meio para conscientizar a sociedade sobre essas questões que são tão relevantes em qualquer contexto social. “Aproximadamente 78% das mulheres já sofreram assédio em baladas, então precisamos falar sobre isso! Por esse motivo, o Instituto Todas Marias topou o convite para estar no evento!”, diz Goretti Bussolo.

Para fazer essa conexão, durante todos os dias do festival, uma representante da ONG estará presente no estande “Psycho Carnival e Todas Marias Contra o Assédio”, montado no segundo andar do Jokers, no bazar do evento.

No local, serão atendidas todas as pessoas que queiram algum tipo de orientação em relação ao assédio e às atitudes que podem ser tomadas contra essa prática desrespeitosa. “Trazer o assunto para discussão é a forma de ajudar a criar uma cultura de respeito, do combate à misoginia estrutural e do estigma que existe de que a cena Rock é lugar de assédio. É necessário diferenciar as coisas porque só é paquera quando houver o ‘sim’ de ambas as partes. Diferente disso, é assédio e isso precisa parar!”, complementa Bussolo.

 

Apoio

A 23ª edição do Psycho Carnival conta com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Câmara dos Vereadores de Curitiba, Jokers Pub, Cwb Live, De Inverno Comunicação, Manifesto Café, Neves Records, Todas Marias, Cão Véio e Lado B.

 

Programação completa

 

Quinta-feira (8)

Jokers Pub – Noite do Esquenta

20h – O Lendário Chucrobilly Man (Curitiba)

21h – Cigarras (Curitiba)

22h – Relespública (Curitiba)

 

Sexta-feira (9)

Jokers Pub – 1ª Noite

20h – B.A.R. (Curitiba)

21h – Light Strucks (Uberlândia)

22h – Fish N’ Creepers (Curitiba)

23h – Ghost Bastards (Argentina)

0h – Pelebrói Não Sei (Curitiba)

1h – Cólera (São Paulo)

 

Sábado (10)

Cão Véio

12h – Almoço de Confraternização
15h – Hillbilly Rawhide (Curitiba)

 

Teatro Universitário de Curitiba (TUC)

13h – Debate sobre “Produção cultural e fortalecimento da cena, partindo de políticas públicas”, com Jeff Araújo.

15h – Show com a banda Los Clandestinos (São Paulo).

 

Lado B

16h – Rötö (Maringá)

17h – Vida Ruim (Curitiba)

 

Jokers Pub – Psycho Carnival 2ª Noite

19h – Big Bull & His Selfish Band (Uberlândia)

20h – Redlightz (Curitiba)

21h – Spitfire Demons (São Paulo)

22h – Mongo (Curitiba)

23h – Voodoo Zombie (Chile)

00h – The Mullet Monster Mafia (Piracicaba)

1h – Ovos Presley (Curitiba) 

 

Domingo (11)

Café Manifesto

11h – Café da manhã.

13h – Debate “Afro-Diásporas: Resistência Cultural no Rock Independente”, com o trio mineiro Black Pantera.

15h – Show com a banda Repudiyo (Curitiba).

 

Lado B

16h – Os Cavaleiros Temporários (Curitiba)

17h – Reverendo Frankenstein (São Paulo)

 

Jokers Pub – Psycho Carnival 3ª Noite

19h – Morcegula (MG/RJ)

20h – Zabilly (Colombo)

21hs – Razor Kids (Portugal)

22h – Kingargoolas (Guarapuava)

23h – As Mercenárias (São Paulo)

0h – Black Pantera (Uberaba)

1h15 – Sick Sick Sinners (Curitiba) 

 

Segunda-feira (12) 

Teatro Universitário de Curitiba (TUC)

13h – Debate “Feminismo na Cena Cultural”, com Elza Campos.

15h – Show com a banda Patada (Curitiba).

 

Lado B

16h – Luz Vermelha HC (Guaratuba)

17h – Vurtu

 

Jokers Pub – Psycho Carnival Última Noite

19h – Capetassauras (Curitiba)

20h – Diabillys (Sorocaba)

21h – Jubarte Ataca (Natal)

22h – Tampa do Caixão (Joinville)

23h – Jinetes Fantasmas (Alemanha)

0h – Krappulas (Curitiba)

1h15 – Nekromantix (Dinamarca)

 

Terça-feira (13)

Lado B – Terça da Ressaca

18h – Rabo de Galo (Curitiba)

19h – She Is Dead (Curitiba)

 

Serviço

O quê: 23ª edição do festival Psycho Carnival.

Quando: de 8 a 13 de fevereiro de 2024.

Onde: Jokers Pub (Rua São Francisco, 164, Centro), Lado B, TUC, Cão Velho e Café Manifesto.

Quanto: A partir de R$ 300. Ingressos à venda na plataforma Bilhetto (https://bilheto.com.br/comprar/1945/psycho-carnival-2024).

Realização: Psychobilly Corporation, Mamute Productions e Orleone Records.

 

Links de vídeos

Ovos Presley – https://www.youtube.com/watch?v=zLCnd3AN214

Nekromantix – https://www.youtube.com/watch?v=u29XFLznLzk

Relespública – https://www.youtube.com/watch?v=Geaz-zGQmMU&t=3s

Mongo – https://www.youtube.com/watch?v=bQ41aZMu4RI

Hillbilly Rawhide – https://www.youtube.com/watch?v=JLVmqgRHGh0

Share this Article
Posted by XV CURITIBA
Follow:
O Portal XV Curitiba é um dos principais sites de notícias de Curitiba, capital do Paraná. Reconhecido por seu compromisso com a verdade e a integridade jornalística, o portal se dedica a cobrir todas as facetas da vida na cidade.