Um homem, de 34 anos, foi preso por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), na última quarta-feira (13/06), no bairro Alto da XV, momentos após desviar objetos de clientes de uma agência dos Correios, em Curitiba. O suspeito seria funcionário de uma entidade sem fins lucrativos e trabalhava dentro da agência anexa à sede da própria associação. De acordo com a polícia, ele teria retirado dois celulares do setor de encomendas que seriam destinados para despacho.

A prisão aconteceu na sede da própria entidade onde o suspeito trabalhava realizando coletas de materiais despachados por clientes dos Correios. Os policiais foram informados pelo presidente da associação e se deslocaram até o local. Ao ser abordado, o homem confirmou que havia separado os aparelhos e guardado em seu veículo.

O suspeito trabalhava na entidade há seis anos. Nos últimos dois meses ele teria desviado aproximadamente 12 aparelhos celulares da agência dos Correios. O indivíduo, que não possuía ficha criminal, agora irá responder por furto qualificado e fica à disposição da Justiça.

Tráfico de drogas – Um homem, de 23 anos, suspeito de tráfico de drogas, foi preso na última quarta-feira (13/06), no bairro Ganchinho, em Curitiba, com cerca de 400 gramas de maconha. O homem foi abordado por policiais da DFR em frente a uma distribuidora de bebidas, quando os investigadores perceberam uma movimentação suspeita de pessoas no local.

Ao revistar o suspeito, os policiais encontrayram drogas e uma certa quantia em dinheiro trocado. Na sequência, o suspeito revelou que dentro da distribuidora haveria mais substâncias ilícitas. Os policiais procederam a busca no interior da distribuidora e encontraram mais uma tablete de maconha.

O rapaz que não tinha antecedentes criminais foi autuado por tráfico de drogas. Ele foi encaminhado para o setor de carceragem temporária (Secat) da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), onde permanece à disposição da Justiça.

Estelionato – No início da semana, uma mulher suspeita de estelionato, foi presa por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), na tarde da última segunda-feira (11/06), em Curitiba. A polícia recebeu uma denúncia de que a suspeita de 33 anos estava tentando comprar um carro com documentos falsos em nome de outra pessoa. Os policiais se deslocaram até a concessionária para verificar a denúncia.

A mulher recebeu voz de prisão no momento em que retornou a loja para fazer a retirada do veículo. De acordo com a polícia ela estava com habilitação, endereço e holerite falsos. Na delegacia, a suspeita preferiu exercer o direito de permanecer calada e só se pronunciar sobre o fato em juízo.

No mês de abril, a mesma mulher foi detida pela Polícia Militar pelo mesmo motivo. Na ocasião, ela tentou comprar um carro com uma carteira de identidade falsa. Ela assinou um termo circunstanciado por “falsa identidade” e acabou liberada pelos militares. Mariane já possui antecedentes, por crime de receptação de veículo roubado. Agora ela responderá por estelionato.

Funcionário de associação é preso suspeito de furtar encomendas dos Correios em Curitiba

Comments

comments