As multas de trânsito emitidas por agentes e guardas municipais em Curitiba podem ser pagas por aplicativos de telefone ou pela internet, além dos terminais de autoatendimento e guias disponíveis nos bancos conveniados.

Clientes do Banco do Brasil, Santander, Sicoob, Sicredi e Rendimento podem utilizar todos os canais disponíveis para a quitação do débito. Antes, o pagamento era possível apenas pelos terminais de autoatendimento da rede Itaú. 

A facilidade está disponível desde agosto por um convênio firmado pela Superintendência de Trânsito (Setran) e o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR). "Quem não for cliente destes bancos pode pagar a multa no caixa”, explica a superintendente de Trânsito, Rosangela Battistella.

As multas também podem ser pagas com cartões de débito de outros bancos, nos terminais de autoatendimento do Banco do Brasil e nos totens de serviços do Detran-PR espalhados pela cidade.

A segunda via do boleto pode ser retirada pelo site do Detran.

Menos gastos

Além da facilidade ao motorista que precisa quitar o débito, o novo convênio da Setran permite uma economia de até R$ 800 mil aos cofres públicos ao ano, valor referente à tarifa bancária paga ao banco do contrato anterior.

No último ano, a Setran instituiu novas práticas de gestão financeira. Como projeto-piloto de novos serviços a serem ofertados pela internet, foi implementada a consulta do andamento de processos relativos a multas aplicadas pelo órgão. As informações estão disponíveis no site transito.curitiba.pr.gov.br.

Também é possível consultar as indicações de condutor protocoladas na Setran, a partir do número de protocolo, do número do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) ou pelo número do auto de infração emitido.

Comments

comments