Com a previsão meteorológica de mais frio nos próximos dias, a Prefeitura de Curitiba intensificará, de quinta-feira (7/6) a sábado (9/6), o serviço de abordagem social a pessoas em situação de rua. Além das equipes do Centro de Abordagem 24 horas da Fundação de Ação Social (FAS), que atendem às solicitações de atendimento que chegam à Central 156, outras sete equipes, formadas por assistentes e educadores sociais, percorrerão a cidade para a busca ativa de pessoas que estejam em situação de risco nas ruas.

A ação intensificada acontecerá todas as noites, das 18h às 23h. Nos demais horários, os serviços de busca ativa e abordagem social seguem o cronograma de rotina das equipes da assistência social, realizados durante o dia pelo Centro de Abordagem 24 Horas, na Regional Matriz, e pelos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e Centros POP, nas outras nove regionais de Curitiba.

O coordenador do Resgate Social da FAS, Anderson Cristian Walter, explica que a intensificação do trabalho faz parte da Ação Inverno – Curitiba que Acolhe 2018, que ocorre pelo segundo ano consecutivo, e acontece sempre que há previsão de queda da temperatura para menos de 7 graus. “Mobilizamos as equipes para percorrer toda a cidade, fazendo abordagens e ofertando acolhimento”, diz Walter.

O trabalho contará com 24 servidores e 12 veículos. Na Regional Matriz, onde há maior concentração de pessoas em situação de rua, duas equipes exclusivas farão busca ativa. A Regional Portão também contará com uma equipe específica. Nas outras oito regionais da cidade, o trabalho será feito por quatro grupos. 

Para receber as pessoas em situação de rua neste inverno, a Prefeitura reforçou a estrutura de acolhimento, com o dobro de vagas em relação ao ano passado. Serão 1,2 mil vagas. A ação vai até 15 de setembro.

Comments

comments