A secretária municipal de Direitos Humanos, Eloísa Arruda, afirmou nesta segunda-feira, 14, que a Prefeitura de São Paulo pedirá que o Ministério Público Estadual (MPE) solicite à Justiça a suspensão do poder familiar das mães que mantêm crianças no Largo do Paiçandu, no centro da cidade. As famílias estão acampadas no local desde o desabamento do Edifício Wilton Paes De Almeida, ocorrido no dia 1º de abril.

A secretária argumenta que o local em que as crianças estão é insalubre e que os pais se recusam a ir para abrigos. O Ministério Público Estadual informou à reportagem que ainda não recebeu ofício a respeito. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comments

comments