Um homem, de 25 anos, suspeito por um crime de homicídio que vitimou o morador de rua José Marcos dos Santos, 35 anos, foi preso na tarde de terça-feira (15/05) em cumprimento a um mandado de prisão temporária. O rapaz foi encontrado em um albergue, situado em São José dos Pinhais (SJP), no momento da prisão. O trabalho foi realizado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), por meio da 3ª Delegacia de Homicídios (DH).

O crime aconteceu no dia 1º de agosto de 2017, em um terreno baldio, localizado na Rua André Ferreira Barbosa, no bairro Capão Raso. De acordo com informações apuradas pela polícia, o suspeito cuidava de carros na região e frequentemente dirigia-se ao local para fazer o uso de crack junto de diversas pessoas.

Conforme as investigações, no dia dos fatos a vítima também estaria fazendo o uso de drogas no terreno baldio, quando aconteceu um desentendimento entre os homens e acabou ocorrendo o crime. “Santos foi morto a pauladas”, afirma o delegado responsável pelo caso, Osmar Neves Feijó.

De acordo com Feijó, a briga, possivelmente, teve relação com o consumo de drogas elevado. “Testemunhas relataram-nos que houve muito barulho e gritaria no momento em que ocorreram os fatos. Além de informar que, logo após o ocorrido, o suspeito saiu do local e nunca foi mais foi visto na região, nem cuidando de carros onde costumava ficar”, conta o delegado.

No decorrer das diligências, a equipe descobriu que o suspeito havia mudado de ponto e estaria cuidando de carros na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), em Fazenda Rio Grande, depois teria retornado para Curitiba e ficado em um ponto do bairro Sítio Cercado, e por fim teria mudado para ruas de São José dos Pinhais (SJP), onde foi localizado.

“A prisão aconteceu de forma tranquila. Já estávamos procurando pelo suspeito, quando recebemos informações que ele teria dado entrada em um albergue do município de São José dos Pinhais (SJP), rapidamente deslocamos uma equipe policial até lá, com o intuito de prendê-lo”, informa Feijó.

Na delegacia, o suspeito negou o crime. Alegou que usava drogas, que houve uma confusão no local, porém não teria sido ele o autor das pauladas. “Entretanto, as características relatadas por testemunhas, batem exatamente com as características do homem”, finaliza o delegado.

O suspeito responderá por crime de homicídio e encontra-se detido no Setor de Carceragem Temporária (Secat) à disposição da Justiça.

Comments

comments