Gaeco chega à gestão Fruet

O Gaeco chegou à gestão de Gustavo Fruet (PDT). O Ministério Público do Paraná deflagrou nesta quinta-feira (1º de junho), a Operação Al Barã, que investiga irregularidades na concessão de alvarás e licenciamentos pela Secretaria Municipal de Urbanismo de Curitiba a partir fatos ocorridos no segundo semestre de 2016, em plena campanha eleitoral da tentativa de Fruet se reeleger no comando da prefeitura da capital paranaense. O secretário de Urbanismo de Fruet, na época, era o engenheiro civil Reginaldo Cordeiro.

Foram expedidos oito mandados de prisão temporária, relacionadas à divisão de propinas recebidas em troca de regularizações, sete mandados de condução coercitiva e 12 mandados de busca e apreensão realizados em salas da Secretaria Municipal e em residências. Os mandados foram cumpridos em Curitiba e Colombo.

De acordo com o Gaeco, um grupo de pessoas ligadas a funcionários já demitidos da Secretaria de Urbanismo recebeu vantagens para facilitar a liberação de alvarás e licenciamentos e para transferência de imóveis. A investigação envolve ex-funcionários, funcionários, intermediários e particulares por crimes de associação criminosa, concussão, corrupção ativa, corrupção passiva e tráfico de influência.

Comments

comments

Deixe um comentário