Curitiba terá mutirão para refugiados

Obrigados a deixarem seus países de origem devido a guerras e conflitos armados ou perseguições relacionadas à raça, religião, gênero e política, os refugiados buscam um recomeço em outros países. Em Curitiba estima-se que existam mais de 2 mil refugiados, e a maioria encontra dificuldades sociais e econômicas para se estabelecerem em um novo território.

No sábado, (02/12), das 9h às 13h, o Engenho da Inovação recebe o Curitiba Integra. A ação pretende fazer um banco de currículos com os refugiados e migrantes residentes na capital, com o propósito de entender seus perfis profissionais e aproximá-los dos empregadores.

O evento irá cadastrar os refugiados e promover oficinas e palestras sobre as leis trabalhistas e as barreiras na hora de procurar emprego, empreendedorismo e como abrir o seu próprio negócio, todas orientadas pela Aliança Empreendedora.

Essa é a primeira vez que Curitiba recebe um evento focado no cadastro específico de refugiados e migrantes. “A inserção no mercado de trabalho ainda é a maior barreira para os migrantes e refugiados se desenvolverem no país. Queremos que eles venham para somar, para mostrar seu potencial produtivo, que usem a diversidade para nos ajudar a reerguer a economia do país”, sinaliza Marcela Milano, fundadora do Linyon, entidade focada em reinserção de refugiados.

Reinserção

Um exemplo de reinserção social de refugiados em Curitiba é o caso do sírio Saeed Gamal Rassam, que foi acolhido pela FAS da situação de rua e hoje é repositor de hortifrútis no Sacolão da Família da Prefeitura em Santa Felicidade.

Saeed chegou à capital paranaense há três anos, comunicava-se em inglês e árabe, sem falar uma palavra de português, como a maioria dos refugiados que vêm para cá. Com a ajuda de um amigo árabe que vivia em Curitiba, hospedou-se em um hotel, tentou empregos, mas com o fim do dinheiro acabou indo dormir na rua.

Viveu nas ruas de Curitiba por quatro dias, em 2014, até ser encaminhado ao Recanto Franciscano, no Butiatuvinha, onde teve abrigo. Conheça aqui mais sobre a história de Saeed.

A iniciativa é uma parceria entre o Linyon Global Workers, que trabalha com a inserção de refugiados no mercado de trabalho; CORSH, empresa de recrutamento; Aliança Empreendedora, instituição que incentiva os microempreendedores de baixa renda, a Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação e a Prefeitura Municipal de Curitiba.

Serviço:

Curitiba Integra

Local: Engenho da Inovação – Rua Engenheiros Rebouças, 1732, Cobertura, Rebouças

Data: 02/12

Horário: 9h às 13h

Entrada Franca

Fonte: Prefeitura de Curitiba

Comments

comments

Deixe um comentário