Com medo de multa, donos tiram das ruas os veículos que abandonaram

Os veículos abandonados há muito tempo nas ruas estão entre os que são removidos pelo serviço de guincho da Prefeitura, que começou a operar em março. Porém, das 230 remoções de carros abandonados realizadas até agora, apenas 30 foram feitas pelo guincho contratado pela Superintendência de Trânsito (Setran). As outras 200 foram feitas espontaneamente pelos donos que largaram os carros nas vias públicas.

"Com receio do pagamento da multa, os donos destes carros estão se antecipando ao reboque e, como frisa o prefeito Rafael Greca, ajudando a Prefeitura a devolver a cidade aos seus moradores”, afirma o secretário municipal da Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

Para reaver os carros, os proprietários precisam pagar pela remoção e pelo tempo que eles ficarem guardados no pátio da empresa contratada para o reboque, além de possíveis débitos do veículo, como IPVA, licenciamento atrasado e eventuais multas de trânsito.

A massoterapeuta Mara Massola conhece o incômodo causado por um carro abandonado. Por mais de um ano, conviveu com um Volkswagen Santana Quantum deixado a alguns metros da clínica onde trabalha, no bairro Portão. “Como estava batido, sujo e nunca era usado, pensei que fosse roubado. Mas era de um vizinho, que finalmente levou o carro daqui”, conta Mara, que apoia a iniciativa da Prefeitura. “Se não sai por bem, tem mais é que guinchar. Além de dar um aspecto ruim para a rua, ainda tirava a vaga de quem precisa estacionar”, observa.

Presença indesejável

Responsável por uma empresa de assistência técnica de máquinas de lavar no Portão, Renato Maia acredita que os carros deixados nas ruas da cidade pertencem a pessoas que moram ou trabalham por perto. “No final dessa rua, há pouco tempo, tinha dois, um Fiat Tipo e um Fusca, que sumiram. Deviam ser de moradores dos prédios da região. Não tem vaga para eles na garagem nem vontade de pagar estacionamento”, opina Renato.

Além dos carros abandonados, desde o mês passado a Prefeitura guinchou 113 veículos estacionados em desacordo com as regras de trânsito, como em vagas exclusivas para idosos. Agentes de trânsito e guardas municipais podem acionar o serviço de remoção. Os carros que não forem retirados em até 60 dias serão leiloados (caso dos que podem rodar ou ter peças aproveitadas) ou virarão sucata, que também pode ser leiloada.

Foto: Pedro Ribas/SMCS

Comments

comments