O Corpo de Bombeiros encontrou pela primeira vez parte de um corpo de uma possível vítima do desabamento do Edifício Wiltons Paes de Almeida, atingido por um incêndio na madrugada de terça-feira, 1º, no Largo do Paiçandu, no centro da cidade de São Paulo.

Segundo o comandante Max Mena, bombeiros localizaram a perna, que "provavelmente" seria Ricardo Amorim, pois estava na área onde o homem teria caído no momento do resgate. O anúncio ocorreu no início da tarde desta sexta-feira, 4.

"Não podemos afirmar ainda porque encontramos somente a perna. O resto do corpo ainda está totalmente soterrado", disse. O comandante afirmou ainda que a remoção do corpo é uma das prioridades. "Vamos investir bastante agora e, dentro das próximas horas, a gente deve retirar o corpo completo", explica

De acordo com o comandante, por volta das 14h de quinta-feira, 3, a cadela farejadora Vasti sentiu "um incômodo" e acusou um odor nos escombros da parte de trás do edifício. A confirmação de que era um corpo ocorreu somente 22 horas depois, no início da tarde desta sexta.

Os bombeiros ainda buscam por Selma Almeida da Silva, de 48 anos, e seus dois filhos gêmeos (Welder e Wender, de 9 anos), que estariam no 8° andar do prédio. Também entraram na lista oficial de desaparecidos mais duas pessoas: Eva Barbosa Silveira, de 42 anos, e Valmir Souza Santos, de 47. No total, 49 pessoas não foram encontradas – o que não significa que estejam sob os escombros.

O prédio, de 24 andares, desabou durante um incêndio de grandes proporções. Segundo a Polícia Civil, um curto-circuito em um barraco no 5º andar deu início ao incêndio.

 

Comments

comments