O homem de 30 anos que chamou atenção por conta de uma ordem judicial para que fosse despejado da casa de seus pais, com quem morava, finalmente deixou o local, horas antes do fim do prazo ordenado pela corte, recebendo ajuda financeira de um apresentador de rádio conhecido por suas teorias da conspiração, Alex Jones.

Michael Rotondo buzinou e acenou a repórteres enquanto saía pela rua da casa de seus pais na cidade de Camillus, Nova York, cerca de duas horas antes do prazo imposto por um juiz na última semana, às 12h da última sexta-feira, 1º.

Ele disse que seus pais se despediram "mais ou menos" dele, e finalmente partiu em sua caminhonete depois de algumas tentativas, informou o jornal Post-Standard, de Syracuse.

Mark e Christina Rotondo abriram um processo contra seu próprio filho depois que ele se omitiu diante de várias cartas em que ofereciam dinheiro e ajuda e o incentivavam a conseguir um trabalho.

"Há empregos disponíveis inclusive para os que têm poucas experiências trabalhistas, como você", escreveram em uma carta. "Consiga-o! Você tem que trabalhar!"

Seu comparecimento ao tribunal no dia 22 de maio chamou a atenção dos Estados Unidos e do mundo. Rotondo rechaçou o pedido do juiz de que negociasse com seus pais e este, por sua vez, negou seu pedido de permanecer por mais seis meses na casa deles.

Rotondo planejava passar a semana em um alojamento do Airbnb em Syracuse. Disse que Jones lhe deu 3 mil dólares para o aluguel e outros gastos. Posteriormente, planeja viver com um primo distante.

Rotondo afirma que o despejo está relacionado às suas tentativas para visitar seu filho de oito anos, já que perdeu a custódia e o direito de visitá-lo sem supervisão desde o ano de 2017.

 

Post-Standard também publicou um vídeo mostrando o momento em que Michael deixa a casa dos pais. Assista:

Comments

comments